A revolução do TAO

Osho na obra “Tao: Sua História e Seus Ensinamentos”, ensina:

TAO significa Caminho, e os mestres taoistas somente falam sobre o caminho, nunca sobre objetivos. Eles entendem que o objetivo virá por si mesmo, que você não precisa, portanto, se preocupar com ele.

Se voce conhece o Caminho, conhece também o objetivo, pois este não está no final daquele, e sim ao longo daquele, no percurso. O objetivo é presente em cada passo, em cada momento ao longo do Caminho.

O interessante é analisar que quando o Caminho terminar, o objetivo não terá sido completamente atingido, pois você está a todo momento no objetivo, enquanto trilha seu caminho, em qualquer lugar que você se encontre, e a qualquer momento também. Estar no caminho é estar no objetivo.

Os mestres taoistas não falam sobre objetivo, sobre nirvana, sobre Deus, sobre iluminação, sobre nada disso. Nos deixam a mensagem mais simples de todas. Você precisa encontrar o caminho.

Dizem que não há mapa para o caminho, mas ele existe, e utilizam uma figura interessante para explicar, o vôo do pássaro, o pássaro percorre seu caminho, ele não deixa rastros, ninguém pode seguí-lo, pois o caminho é somente dele. Existe o percurso, mas este é inexplorado. Ele não está pronto, não está disponível, não se pode simplesmente decidir percorrê-lo. Você tem de encontrá-lo.

E você tem de fazer isso da sua maneira, não há como percorrer um caminho já percorrido por outro. Não funciona assim. Não se pode percorrer o caminho de Buda, Krishna, Jesus, Gandhi ou tantos outros seres iluminados que passaram por este orbe. Eles encontraram o caminho deles. Você não é nenhum deles, você é único e como tal, existe o SEU caminho. Mas como fazê-lo? Simplesmente vivendo sua vida, deixando ela fluir.

O taoismo não é religião organizada, e nem pode ser, a religiosidade do TAO é orgânica.

O indivíduo pode ser taoista simplesmente por viver sua vida autêntica e espontaneamente. Se voce tiver coragem de entrar sozinho, no desconhecido, por conta própria, sem depender de ninguém, ao entrar sozinho na noite escura sem saber se chegará a algum lugar, se ficará perdido. Como foi dito, tenha coragem, aventure-se, deixe a vida fluir. O risco existe. Fato! Mas deixe a vida fluir…

As grandes religiões como o Islamismo, o Cristianismo, o Hinduísmo, dentre outras, são grandes rodovias, sinalizadas, orientadas, onde você não corre riscos e segue com a multidão pelo caminho. Com o TAO, não. Você precisa seguir sozinho, precisa estar sozinho, o caminho da religação é individual.

O respeito do TAO é pelo indivíduo, não pela sociedade. É pelo único, não pela multidão. Pela liberdade, não pela conformidade. O TAO não tem tradição, ele é uma rebelião.

Talvez, a maior rebelião que exista!

Sobre omeganeo

"Três coisas agradam a todo o mundo: gentileza, frugalidade e humildade. Pois os gentis podem ser corajosos, os frugais podem ser liberais e os humildes podem ser condutores de homens."
Esse post foi publicado em DIFUSÃO DE CULTURA, Esotérico, esoterismo, RELIGIÃO e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A revolução do TAO

  1. Reinaldo disse:

    Muito bom, meu ir.’.!!!!
    Mais um canal para discutirmos assuntos maçônicos.
    Parabéns!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s