tolerância; planilha orçamento doméstico; link pasta com músicas relaxamento; sacolas plasticas degradáveis; colera haiti; link vídeo; e-books estudos biblia; campanha doe um livro

Bom(oa) Dia/Tarde/Noite meus IIr.’.

Hoje o post tem um pouco de tudo. Um texto recebido via e-mail de um blog maçônico que assino, e que julguei oportuno compartilhar; um texto do Instituto de Defesa do Consumidor, sobre orçamento domestico, que disponibiliza, inclusive, uma planilha de cálculos para o ano de 2011, link para download de músicas para relaxamento e massagem (talvez seja preciso dar uma peneirada, ouvi algumas que gostei e baixei, e outras que nem tanto, mas como cada um tem um gosto diferente, aproveitem. Com essa onda das sacolas plásticas oxi-biodegradáveis, busquei um texto que pode nos levar a uma reflexão mais séria sobre o assunto. É melhor que a sacola normal e isso não se discute, mas nem tudo é o que aparenta. Leiam e compreendam. Abaixo, o post conta ainda com um texto sobre a epidemia de cólera no Haiti, da entidade “Médicos Sem Fronteiras”, que merece o nosso mais profundo respeito pelo trabalho que realiza. Ainda há um link para um vídeo do youtube, que mostra o alcance de uma proposta simples e bem planejada e o bem que ela pode fazer ao nosso próximo. Apesar de ser uma campanha publicitária, como pode ser visto bem ao final do vídeo, o que importa foi a intenção. Se o publiciário que criou a campanha não for Ir.’., bem que ele poderia ser pela relevância de sua atitude. Disponibilizo hoje uma série de links para download de livros (dicionários, manuais e diversos) sobre religião, todos de excelente qualidade e finalmente, noticio uma campanha de doação de livros e lanço ao ar uma proposta: que tal realizarmos um trabalho semelhante. Nosso povo precisa de cultura. Vamos doar um livro que está encostado em nossa estante e não usamos mais. Não nos onerará e fará com certeza alguém feliz. Não precisamos entregar em mãos. Pegue o livro e deixe-o em um banco de praça, ou em um banco de ônibus, ou em qualquer lugar público, com uma mensagem em um clipe de papel, estimulando aquele que pegar a obra a, depois de lê-la, proceder da mesma forma. Distribuição simples de cultura, calor humano e fraternidade. Que tal a idéia?

O CUME DA TOLERÂNCIA!!

(postagem recebida via e-mail oriunda do blog “o escritor maçom”)

O cume da tolerância é mais rapidamente alcançado por aqueles que não andam carregados de convicções.

Alexander Chase

A tolerância é uma virtude rara e importante. Tem os seus limites, mas estes são geralmente estabelecidos demasiado rigidamente e nos pontos errados. Considere-se a decisão de um juiz madrileno que indeferiu um requerimento, apresentado pela polícia da cidade, no sentido de ordenar às prostitutas da Casa de Campo que andassem mais vestidas. Ali, as prostitutas andavam insuficientemente vestidas com cintos de ligas, corpetes e minissaias reduzidíssimas, o que o chefe da polícia considerava indecente; mas o juiz decidiu que, uma vez que se tratava do uniforme da profissão, elas tinham o direito de andar assim vestidas.

Foi um verdadeiro Daniel a proferir o juízo. A decisão é uma imagem da própria tolerância, e teria sido aplaudida pelo maior profeta da História desta virtude: John Stuart Mill. Na sua obra fulcral Sobre a Liberdade, escreveu: “A humanidade terá muito a ganhar deixando que cada um viva como lhe parece bem, e não forçando cada um a viver como parece bem aos restantes”.

Esta observação tem várias implicações importantes. Define uma pessoa intolerante como alguém que deseja que os outros vivam como ela pensa que eles deveriam viver e que procura impor-lhes as suas próprias práticas e convicções. Diz que a comunidade humana se beneficia ao permitir o florescimento de vários estilos de vida, pois estes representam experiências com as quais muito se poderá aprender sobre como lidar com a condição humana. E reitera a premissa de que ninguém tem o direito de dizer a outro como ser ou agir, desde que esse ser e esse agir não prejudiquem terceiros. Estes são os princípios do liberalismo, palavra maldita entre os que pensam que, se não se mantiver um controle rígido sobre os pensamentos e os instintos humanos, a Terra abrir-se-á e dela brotarão demônios.

Contudo, a tolerância é não apenas o centro como também o paradoxo do liberalismo. Isto é assim porque o liberalismo impõe a tolerância de perspectivas opostas e permite-lhes expressarem-se, deixando que a democracia das ideias decida qual deve prevalecer. O resultado é frequentemente a morte da própria tolerância, pois aqueles que se orientam por princípios rígidos e perspectivas intransigentes nas questões políticas, morais e religiosas silenciam sempre — se lhes for dada a menor oportunidade — os liberais, uma vez que o liberalismo, devido à sua própria natureza, ameaça a hegemonia que desejam impor.

Assim, à questão “Deverá o tolerante tolerar o intolerante?”, deverá ser dado em resposta um retumbante “Não”. A tolerância tem de se proteger a si própria. Pode fazê-lo facilmente, dizendo que todos podem expor um ponto de vista mas ninguém pode forçar os outros a aceitá-lo. A única coerção deve ser a da argumentação; a única obrigação, o raciocínio honesto. Helen Keller disse que “o resultado mais elevado da educação é a tolerância”, e estava certa: pode confiar-se em que, na maioria dos casos, o raciocínio imparcial de um espírito informado favorecerá o bem e a verdade.

A intolerância é um fenômeno psicologicamente interessante porque é sintomático de insegurança e medo. Os fanáticos que, se pudessem, nos obrigariam a agir em conformidade com o seu modo de pensar, poderiam pretender estar a tentar salvar a nossa alma, mesmo contra nossa vontade, mas, na verdade, fá-lo-iam porque se sentiam ameaçados. Os talibãs do Afeganistão obrigam as mulheres a usar véu, a ficar em casa e a desistir da sua educação e do seu emprego porque temem a sua liberdade. Os velhos tornam-se intolerantes para com os jovens quando ficam alarmados com a indiferença votada pela juventude ao que eles há muito conhecem e estimam. O medo gera a intolerância e a intolerância gera o medo: o ciclo é vicioso.

Mas a tolerância e o seu oposto não são apenas formas, nem sequer sempre, de aceitação e rejeição, respectivamente. É possível tolerar uma crença ou uma prática sem a aceitar. O que subjaz à tolerância é o reconhecimento de que o mundo é suficientemente vasto para permitir a coexistência de alternativas, e se nos sentimos ofendidos pelo que os outros fazem é porque já nos deixamos envolver demasiado. Toleramos melhor os outros quando sabemos como tolerar-nos a nós mesmos; aprender a fazê-lo constitui um objetivo da vida civilizada.

autor: A. C. Grayling
tradução: Maria de Fátima St. Aubyn
original: O Significado das Coisas. Gradiva: 2003.
fonte: crítica

Orçamento doméstico: Idec disponibiliza planilha para orçamento doméstico para o ano de 2011.

O fim do ano está aí e muita gente já começa a fazer planos para 2011, entre os quais o de gerenciar melhor seu dinheiro.

Para ajudar nessa tarefa importante, o Idec preparou uma planilha (clique para abri-la) para que os consumidores tabulem seus gastos e tenham maior controle sobre seu orçamento doméstico.

“Organizar as despesas é uma forma muito eficiente de manter o equilíbrio financeiro e evitar endividamento”, ressalta Ione Amorim, economista do Idec e responsável pela elaboração da planilha.

De acordo com Ione, o planejamento permite que o consumidor tenha uma percepção mais clara de para onde vai o seu dinheiro e, dessa forma, auxilia no corte de gastos e na criação de reservas financeiras. “Esse exercício pode ser um bom atalho para realização de sonhos, como a aquisição da casa própria ou de um carro novo”, indica a economista.

Coluna da Harmonia

Abaixo, selecionei um link para uma pasta de compartilhamento de músicas

http://www.4shared.com/dir/1AUqmNiZ/Msica_para_masaje_y_relajacin.html

Sacolas oxi-biodegradáveis: solução ou problema?

Material se decompõe em menos tempo, mas precisa de luz e calor intensos
Reportagem Angélica Neiva e Gabriella Pita, especial para o Comunicação On-line
Edição Guilherme de Souza
Aline Pavanelli

Sacolas de plástico compõem a paisagem do centro de Curitiba

Sacolas de plástico compõem a paisagem do centro de Curitiba

Não é segredo para ninguém que as sacolas plásticas prejudicam o meio ambiente. Não somente por seu tempo de decomposição – ela demora até 450 anos para se degradar – mas também porque quando usada para armazenar o lixo, não permite que resíduos biodegradáveis, como restos de comida, se decomponham mais rápido.

Na tentativa de amenizar o problema, o Paraná aprovou uma lei, em julho do ano passado, que obriga os supermercados do Estado a reduzir o impacto causado pelos utensílios. Grandes redes como Condor, Festval e Mufatto optaram pelo uso das sacolas oxi-biodegradáveis, cujo processo de degradação é mais rápido, um período aproximado de 18 meses após seu descarte.

O que poucos sabem é que isso só acontece em condições de luz e temperatura específicas e, mesmo assim, alguns especialistas questionam se o material realmente chega a ser decomposto, já que ele, ao contrário do que seu nome diz, não é biodegradável.

“O material oxi-biodegradável contém um aditivo que, na presença direta de luz e calor acima de 40°C entra em funcionamento, degradando o plástico. Em Curitiba quando você vê 40°C?”, indaga a professora de Química Orgânica da UFPR Sônia Zawadzki.

Ela explica que é a reação fotoquímica que promove a degradação e não os seres vivos, por isso é errado dizer que as sacolas são biodegradáveis. “Várias pesquisas feitas por empresas ou centros de pesquisa misturam plástico convencional com amido, que é biodegradável, mas o plástico continua não sendo biodegradável. O microorganismo come o amido, mas o plástico continua lá”, aponta.

Controvérsias

Para o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, as sacolas oxi-biodegradáveis só trazem benefícios ao meio ambiente. “Estamos trabalhando para tornar obrigatório o uso das sacolas oxi-biodegradáveis para armazenamento do lixo”, afirma Rodrigues.

Segundo o site Reusable Bags, que é inteiramente dedicado a iniciativas que diminuam o uso deste tipo de material, estima-se que são consumidas de 500 bilhões a um trilhão de sacolas plásticas por ano pelo mundo. Enquanto se decompõe, o plástico pode liberar fragmentos que contaminam o solo e a água.

O mesmo acontece com os sacos feitos com substâncias oxi-biodegradáveis. No processo de degradação são liberados metais pesados com níquel, cobalto e manganês. Além disso, gases que estão diretamente ligados ao efeito estufa, como o CO2 e o metano, também são emitidos.

Enquanto não sabe os reais benefícios das sacolas oxi-biodegradáveis, Dona Dulce Nery, de 77 anos, optou pela sacola de feira, que sempre a acompanha ao mercado. “Prefiro usar sempre a minha sacolinha de pano. Para quê pegar as de plástico, se vou usá-las só por 15 minutos?”, questiona.

Já a funcionária pública Élide Cristina Crema adotou outra estratégia para reduzir o consumo de sacos plásticos. Em vez de usar as que o supermercado oferece, pede para que a atendente coloque as mercadorias em caixas de papelão. “Pelo menos estou contribuindo um pouquinho”, diz. “Se cada um encontrar uma maneira de diminuir ou acabar com o uso de saquinhos plásticos, com certeza as coisas vão melhorar”.

Tempo médio de decomposição dos resíduos
Papel – 3 meses
Palito de fósforo – 6 meses
Ponta de cigarro – 1 a 2 anos
Chiclete – 5 anos
Lata – 10 anos
Garrafa de plástico – mais de 100 anos
Latinha de cerveja – 200 anos
Tecido – de 100 a 400 anos
Fralda descartável – 600 anos
Vidro – mais de 4.000 anos
Fonte: Natural Limp – Empresa de elaboração de projetos de reciclagem.

Surto de cólera chega às áreas rurais do Haiti

Na capital, Porto Príncipe, número de infectados ainda é elevado

haiti_60198.jpg

O surto de cólera que atinge o Haiti desde outubro agora está se espalhando pelo interior do país. O número de infectados na capital, Porto Príncipe, ainda é preocupante. Entre os dias 22 e 28 de novembro, a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) atendeu mais de 41 mil pessoas com sintomas de cólera.

“O número de casos nas zonas rurais está aumentando, o que vai exigir esforços ainda maiores de prevenção, como fornecimento de água tratada e clorada, saneamento e centros de reidratação”, diz o diretor executivo de Médicos Sem Fronteiras no Brasil, Tyler Fainstat. A organização está trabalhando em centros especializados de tratamento em Porto Príncipe, na região de Artibonite, no norte e no nordeste do país. MSF já montou 30 Centros de Tratamento de Cólera (CTCs) no país. Só em Porto Príncipe são 13. As equipes estão atendendo 1,2 mil novos casos por dia. Essas estruturas têm uma capacidade de hospitalização de 3,2 mil leitos. Desse total, cerca de mil ficam na capital.

Para atender um contingente tão grande de pessoas, a organização mantém mais de mil profissionais haitianos e 150 estrangeiros, trabalhando exclusivamente no tratamento da cólera.

As seguintes ações precisam ser priorizadas:
• Tranquilizar a população assustada com uma doença que é completamente desconhecida no país, comunicando inclusive sobre o baixo risco e os benefícios de ter centros de tratamento adequados e bem gerenciados nas proximidades das comunidades;
• Fornecer água clorada e sabão para as comunidades afetadas e em risco de contaminação;
• Construir latrinas e remover resíduos com segurança, regularmente;
• Assegurar a gestão e remoção dos resíduos nas unidades médicas para evitar contaminação;
• Construir aterros adequados e controlados próximos a áreas urbanas;
• Montar pontos de reidratação oral em áreas onde casos de cólera estão aparecendo;
• Manter uma rede segura e eficiente para o encaminhamento dos casos graves para centros de tratamento da cólera;
• Assegurar a remoção segura dos mortos e sepultamento adequado dos corpos.

 

Apesar de ser uma campanha publicitária, precisamos de mais ações como esta. Vejam este video e pensem sobre isso.

E-books selecionados de hoje:

Imagem

Nome: A Ceia Secreta – Javier Sierra

Sinopse:
É impossível não se surpreender com as intrigas e os mistérios da elaboração do quadro de Leonardo Da Vinci, onde nada é o que parece ser. Enquanto Da Vinci dá as últimas pinceladas, um investigador é enviado a Milão para decifrar o verdadeiro significado que está por trás de A Última Ceia. Por que Jesus Cristo deixa os sacramentos da Eucaristia de lado? Por que alguns dos discípulos encontram-se de costas para o mestre? Onde está Judas? E Da Vinci, o que ele faz entre os discípulos? Depois de ler esse livro, ninguém voltará a ver A Última Ceia com os mesmos olhos.

Download: http://tinyurl.com/29qpbkm

Dicionário VINE- Antigo Testamento Parte I

http://www.4shared.com/file/nJETdjKl/Dicionrio_Vine_-_Parte_01.html

O Dicionário Vine torna possível ao estudante que tem bastante, limitada ou nenhuma formação em grego ou hebraico estudar o significado das palavras bíblicas nas línguas originais. As palavras equivalentes em português estão alistadas alfabeticamente ao longo do texto, junto com as palavras ou gregas ou hebraicas das quais são traduzidas. Também estão inclusas várias acepções, além de passagens da Bíblia Sagrada que ilustram usos particulares.

O Dicionário Vine está organizado de modo tal que é, a um só tempo dicionário e comentário.

Reconhecido no mundo inteiro como ferramenta essencial para o estudante da Bíblia, O Dicionário Vine capacita-o a explorar as riquezas da Bíblia de forma mais profunda, porque você pode: descobrir os significados de mais de 6.000 palavras bíblicas no original grego ou hebraico desfrutar a conveniência de uma lista completa de palavras do Antigo e Novo Testamento em um volume de fácil manejo; e enriquecer seu estudo da Bíblia com o único dicionário expositivo completo do antigo e Novo Testamento.

Dicionário Ilustrado das Religiões

 Georg Schwikart
Editora Santuário 

Este Dicionário quer familiarizar você com expressões que vão desde o “Abba” até “ Zaratustra”, de “Bodhisattwa” passando por “Demétrio” e “Pirâmides” até os “ Quaquers”. Linguagem simples para atender a adultos e crianças, desta ou daquela religião, trazendo informações interessantes sobre o fascinante mundo das religiões.

http://www.4shared.com/document/YhKgf4La/DICIONRIO_ILUSTRADO_DAS_RELIGI.html

Novo Dicionário da Bíblia

Para conhecer e entender com maior clareza a Bíblia Sagrada o Dicionário da Bíblia de John D. Davis é ideal. É uma ferramenta de estudo e crescimento indispensável em qualquer lar cristão.

Manual Bíblico de Halley

http://www.4shared.com/file/sP7kG_aZ/Henry_H_Halley_-_Manual_Bblico.html

Lançado no Brasil há mais de trinta anos, o Manual bíblico de Halley se tornou um companheiro indispensável para milhares de pessoas que buscavam uma compreensão mais profunda das Escrituras Sagradas. Fruto do amor e dedicação do dr. Halley pela Palavra de Deus, a obra nasceu em 1924 com apenas 16 páginas e cresceu até tornar-se essa ferramenta inigualável de pesquisa e estudo.

A Editora Vida tem o privilégio de relançar no Brasil esse clássico da literatura cristã mundial, numa edição totalmente reformulada, atualizada e expandida, com as referências bíblicas usando o texto da Nova Versão Internacional (NVI). Entre outras inovações, a obra contém novas ilustrações e imagens e traz pesquisas arqueológicas atualizadas de acordo com as mais recentes descobertas. A nova diagramação e o visual moderno proporcionam uma leitura mais confortável e prazerosa.

Para os leitores que já conhecem o Manual bíblico de Halley, esta nova edição certamente acrescentará em muito tudo o que as edições anteriores já haviam proporcionado. Para os novos leitores, o Manual chega para fascinar e tornar o estudo da Bíblia mais prático e frutífero, renovando a paixão pela leitura e estudo da Palavra de Deus.

Livro:Estudos no Livro de Apocalipse

http://www.easy-share.com/1905021443/Estudos.no.Livro.de.Apocalipse.rar

O Apocalipse é sem dúvida um livro de revelações. O autor expõe com clareza uma análise do consagrado livro de profecias, o qual abriga uma mensagem de esperança que orienta os rumos e o propósito da história.

WEF

WEFGW

bannerdoeumlivro1 [Cidadania] Doe um Livro no Natal #DoeUmLivro

Nascida de maneira informal, apenas a título de conscientização, como uma mobilização, foi lançada no Twitter aidéia de incentivar os internautas a doarem livros neste Natal. A proposta teve uma receptividade tão avassaladora que evoluiu para um projeto consistente e objetivo, com vias a coordenar e organizar as adesões e coletas de livros em todo o país.

Muitos postos de coleta foram disponibilizados e os livros começaram a surgir de forma surpreendente e em grande quantidade. A campanha se tornou um dos assuntos mais comentados no ambiente do Twitter e, desde então, tem sido incentivada por vários artistas ou pessoas que trabalhem na mídia como: Maria Rita, Serginho Groisman, Paulo Coelho, Willian Bonner, dentre outros.

Objetivos: O objetivo central e realizar a coleta do maior número possível de livros de literatura (livros didáticos estão fora da campanha) para distribuir entre comunidades carentes, bibliotecas públicas e bibliotecas de escolas.

Visite o site do projeto para saber onde doar.

     
 
  OUTROS TEMAS    
       
  19 de Novembro de 2010  
  Orçamento doméstico: Idec disponibiliza planilha para consumidor administrar melhor seu dinheiro    
       
  O fim do ano está aí e muita gente já começa a fazer planos para 2011, entre os quais o de gerenciar melhor seu dinheiro. Para ajudar nessa tarefa importante, o Idec preparou uma planilha (clique para abri-la) para que os consumidores tabulem seus gastos e tenham maior controle sobre seu orçamento doméstico.”Organizar as despesas é uma forma muito eficiente de manter o equilíbrio financeiro e evitar endividamento”, ressalta Ione Amorim, economista do Idec e responsável pela elaboração da planilha.

De acordo com Ione, o planejamento permite que o consumidor tenha uma percepção mais clara de para onde vai o seu dinheiro e, dessa forma, auxilia no corte de gastos e na criação de reservas financeiras. “Esse exercício pode ser um bom atalho para realização de sonhos, como a aquisição da casa própria ou de um carro novo”, indica a economista.

   

Sobre omeganeo

"Três coisas agradam a todo o mundo: gentileza, frugalidade e humildade. Pois os gentis podem ser corajosos, os frugais podem ser liberais e os humildes podem ser condutores de homens."
Esse post foi publicado em coluna da Harmonia, Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Divulgação, e-book, Esotérico, esoterismo, Hospitalaria, Livros, Maçônico, maçom, Utilidade Pública e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para tolerância; planilha orçamento doméstico; link pasta com músicas relaxamento; sacolas plasticas degradáveis; colera haiti; link vídeo; e-books estudos biblia; campanha doe um livro

  1. REGINALDO disse:

    GOSTEI DA PLANILHA DE ORÇ. DOM.
    VOU ATÉ DEIXAR A MINHA DE LADO!

    Abraço

  2. cici disse:

    deveriamexpor mais vídeos e mensagens sobre tolerancia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s