Jornada Maçônica Bx. Sta.; Boletim GOB MT; Oração Pascoal e mensagem do Dalai Lama; Curiosidades Culturais; Ciclista Urbano; Sal para hipertenso; Degelo Ártico; 3ª Raça?; Link e-book Jose Castellani.

Bom(oa) dia/tarde/noite a todos vocês.

Inicialmente, lembro a todos vocês que no dia 05/06, p.f., acontecerá no Palácio Maçônico, em Santos, a 7ª Jornada Maçônica da Baixada Santista, pela qual muitos IIr.’. têm esperado ansiosamente (eu me incluo). As inscrições já podem ser feitas, conforme abaixo explicado. Em seguida, Boletim de 04/2011 do Grão Mestrado do  GOB-MT.

Adiante, uma bela oração Pascoal, seguida por mensagem reflexiva do Dalai Lama. Algumas curiosidades culturais sobre o dia do livro e uma pergunta: O conhecimento é bom? Tem também Guia para o ciclista urbano, receita de sal para hipertenso.

Os artigos sobre o degelo Ártico e sobre as Pirâmides submersas no Japão e possível referencia à 3ª Raça, são particularmente interessantes. Leiam com atenção.

Finalmente, mais um livro garimpado na NET, digitalizado pela equipe Gênesis do Conhecimento, desta vez, de autoria do Ir.’. Jose Castellani. Vale a pena ter em sua biblioteca eletrônica. Recomendo o dowload.

Boa Páscoa e bons dias a todos.

Sidney.

Convite/Divulgação:

Age brasil!

Cadeia de União:

Boletim datado de abril de 2011 – GOB-MT, Grão Mestre Julio Tardin. Extremamente relevante, comungo com seu pensamento, como todos sabem. Vamos nos unir, sair da especulação e VIVER A MAÇONARIA OPERATIVA. O tempo URGE!

…- Chegou a hora de todo mundo se unir e fazer um país melhor….

“Meus Irmãos, este título foi o desabafo na TV de um parente de uma das doze crianças que foram vítimas fatais na tragédia da Escola Municipal Tasso da Silveira em Realengo, Rio de Janeiro.

Não defendo aqui a ação atroz do atirador Wellington Menezes de Oliveira, 23 anos, mas tenho que transcrever parte de seu manuscrito: Abro aspas: … observo por exemplo que pessoas são

julgadas e presas por pescar em local proibido para matar a fome ou ter uma mistura na refeição enquanto outras roubam milhões e vivem como justos e respeitados. Eu penso muito no estado em que o mundo se encontra… talvez isso me faz infeliz. Enquanto estou aqui falando com você, pessoas estão passando fome e as vezes morrendo de fome. Fecho aspas.

Na sequência do manuscrito publicado o atirador Wellington Menezes de Oliveira faz referência ao poder judicial (judiciário), porém não foi editado o texto por inteiro, consegui entender da leitura, abro aspas …E os comandantes do poder judicial caem por impulso ou por posição. Fecho aspas.

Há entre as duas manifestações – parente e atirador – verdadeira sintonia de que o erro predomina, predomina em especial nas coisas públicas.

Ontem, 12 de abril, almoçava com um jovem e ele me dizia que para se eleger vereador em Várzea Grande o interessado tem que ter no bolso o mínimo de duzentos mil reais. Eu retruquei: – Com este dinheiro eu iria viver na beira do rio pescando… o jovem riu e sentenciou: – Você não conseguiria. Lembrei-me naquele momento da Palavra do Grão-Mestre que publiquei em abril de 2010 com o título: CINQUENTA REAIS, onde manifestei indignação ao ouvir de um Irmão, abro aspas: CADA VOTO PARA SENADOR EM MATO GROSSO CUSTA R$ 50,00. Fecho aspas.

O parente da vítima está coberto de razões – precisamos nos unir para fazermos um país melhor.

O atirador Wellington Oliveira acertou quando disse em seu momento de demência – pessoas que roubam milhões vivem como justos e respeitados.

Meus Irmãos, toda a sociedade sabe que o problema existe – que é real. Há poucos dias foram mostradas diversas matérias, locais e nacionais, sobre o caos na saúde pública – uma verdade. Sabemos todos que há recursos.

Não sabemos sobre os ralos que levam o dinheiro público ou fazemos de conta que não o sabemos?

Onde estão os direitos humanos?

Esquecemos a solidariedade diária e a honestidade.

Concluo: vivemos a era do FRACASSO MORAL, a do pensamento dominante do individualismo, da satisfação exclusiva das próprias vontades.

Analisemos a proposta do parente e a manifestação do atirador, engajemo-nos em compromissos para a vida toda, não apenas nos momentos de anúncios de tragédias.

Você é, de forma irredutível, o sujeito da mudança. Ordo ab chao (ordem no caos).”

Religião:

Oração Pascoal

Páscoa significa renascimento, renascer.
Desejo que neste dia, em que nós cristãos,
comemoramos o seu renascimento para a vida eterna,
possamos renascer também em nossos corações.
Que neste momento tão especial de reflexão
possamos lembrar daqueles que estão aflitos e sem esperanças.
Possamos fazer uma prece por aqueles que já não o fazem mais,
porque perderam a fé em um novo recomeçar,
pois esqueceram que a vida é um eterno ressurgir.
Não nos deixe esquecer
que mesmo nos momentos mais difíceis do nosso caminho,
tú estás conosco em nossos corações,
porque mesmo que já tenhamos esquecido de ti,
você jamais o faz.
Pois, padeceste o martírio da cruz em nome do Pai
e pela humanidade,
que muitas e muitas vezes esquece disso.
Esquecem de ti e do teu sacrificio
Quando agridem seu irmão,
Quando ignoram aqueles que passam fome,
Quando ignoram os que sofrem a dor da perda e da separação,
Quando usam a força do poder para dominar e maltratar o próximo,
Quando não lembram que uma palavra de carinho, um sorriso,
um afago, um gesto podem fazer o mundo melhor.
Jesus…
Conceda-me a graça de ser menos egoísta,
e mais solidário para com aqueles que precisam.
Que jamais esqueça de ti e de que sempre estarás comigo
não importa quão difícil seja meu caminhar.
Obrigado Senhor,
Pelo muito que tenho e pelo pouco que possa vir a ter.
Por minha vida e por minha alma imortal.
Obrigado Senhor! Amém.

Dalai Lama:

 DIFUSÃO DE CULTURA:

Dia Internacional do Livro: (Fonte Jornal Zero Hora)

Faz sentido que o Dia Internacional do Livro seja comemorado neste sábado, dia 23, pelo mundo afora. A data, estabelecida em caráter definitivo pela Unesco em 1996, homenageia dois gigantes máximos da literatura ocidental. O 23 de abril seria, por uma lenda repetida universalmente, o dia em que morreram, no mesmo ano, o espanhol Miguel de Cervantes (1547 – 1616), o inventor do romance moderno com Dom Quixote, e o inglês William Shakespeare (1564 – 1616), o inventor do humano, como o chama Harold Bloom.

Trata-se de uma das mais instigantes mitologias do universo literário, uma lenda que dota o terreno profano da literatura de uma data mágica ao estilo das Vidas de Santos (que antes eram muito mais comuns em livro). Dois dos pilares da literatura mundial viveram de fato na mesma época, mas a predestinação histórica que os teria feito partir ao mesmo tempo é ficção.

Para começar, da biografia de Shakespeare, autor de obras onipresentes em praticamente todo o mundo, sabe-se muito pouco. Embora tenha deixado quase 1 milhão de palavras de texto, apenas 14 delas são comprovadamente de seu próprio punho: o nome assinado seis vezes e as palavras “por mim” em seu testamento, como conta um de seus biógrafos, Bill Bryson, em Shakespeare: a Vida É um Palco. Há pouca informação mesmo sobre o dia de seu falecimento – têm-se registros de seus funerais, mas não a data exata do óbito.

Mesmo que tenha sido 23 de abril a data da morte de Shakespeare, não teria sido no mesmo 23 de abril de Cervantes pelo simples motivo de que, na época, a Espanha, onde Cervantes vivia, havia adotado, como bom país católico, o calendário imposto pelo papa Gregório em 1582. E Shakespeare vivia na Inglaterra protestante, frequentemente hostilizada pelo reino espanhol a serviço do Vaticano, e que ainda marcava o tempo pelo Calendário Juliano. A Inglaterra só adotaria o Calendário Gregoriano em 1751. Shakespeare, portanto, teria morrido no dia 3 de maio – 10 dias após o espanhol.

Mas quem vai dizer que a história não é boa? Sendo assim, para que insistir tanto na picuinha das datas? Para lembrar, talvez, que a literatura é em última instância uma construção paradoxalmente individual (na mente e no coração de cada leitor) e coletiva (na transmissão de leituras e cânones, de intepretações e até mesmo mitologias literárias com as quais os leitores se comprazem).

E que todo dia pode ser um bom Dia do Livro, como mostra o vídeo que a reportagem de Zero Hora fez com leitores que foi encontrando pelas ruas de Porto Alegre.

Conhecimento é bom?

Conhecimento sempre foi uma ameaça quando se trata de manter a população obediente e ordeira. Na idade média, tentando frear o avanço do protestantismo, a igreja católica criou o index librorum proibitorum, ou índice de livros proibidos. Aos poucos, a lista foi crescendo e cercando outros tipos diversos de ameaças à fé, só tendo sido extinta em 1948.

No livro Em nome da Rosa, de Umberto Eco, tomamos conhecimento de outra prática que também teria sido usada na mesma época. Para impedir a disseminação de informações, os livros eram envenenados, e acabavam matando os leitores, que tinham o hábito de molhar a ponta do dedo na língua para virar as páginas.

Também era muito comum que ao conquistar uma cidade, o exército inimigo simplesmente queimasse todos os livros do povo dominado. Mas ficando apenas no mundo da literatura, impossível não citar livros como Farenheit 451 e 1984, que bem mostraram a relação entre o poder e o controle das informações. No livro bíblico de Gênesis, Adão e Eva também são punidos por provarem da “árvore do conhecimento”, em um claro incentivo à obediência em detrimento do pensamento questionador. Como se pode ver, conhecimento é sempre um bom negócio. Sem ele ainda estaríamos andando peladões por aí.

Utilidade Pública:

Trocar o carro pela bike é uma boa, mas não dê mole no trânsito (Fonte: Folha de São Paulo)

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/folhatee/fm2803201116.htm

Aos poucos, o jovem brasileiro vai descobrindo a roda. Da bicicleta.
Pedalar emagrece. Faz bem ao bolso e ao ambiente. Sem a chateação do trânsito, você vai chegar vapt-vupt no destino.
Motivos para deixar o carro na garagem ou dispensar o buzão não faltam. Mas também sobram razões para redobrar a atenção nas ruas de uma cidade grande.
O ciclista urbano pode se sentir numa espécie de videogame. Para chegar ao fim da fase, precisa superar vários obstáculos no caminho.
Há trechos que, de tão esburacados, mais parecem um queijo suíço. Ciclovias? Em falta. São Paulo, a maior cidade do país, só tem 37,5 km delas, contra cerca de 17 mil km da malha viária total, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).
Motoristas sem noção também são um perigo.
Por pouco, o universitário Felipe Martini, 21, não sentiu isso na pele. Numa sexta-feira de fevereiro, ele tirou sua magrela de casa para se juntar a cerca de 150 ciclistas no asfalto de Porto Alegre. Deveria encontrar o grupo às 19 horas, mas chegou cinco minutos atrasado.
Estava, portanto, um pouco para trás quando, de repente, um carro acelerou e atropelou 17 companheiros de pedalada. Era a galera do Massa Crítica, movimento que defende o uso da bike no trânsito.
Uma vez por mês, eles se encontram e entoam palavras de ordem como “mais amor, menos motor” e “bicicleta é um carro a menos”.
Naquele dia foi diferente.
Na hora, Felipe ainda não tinha como saber que ninguém havia se ferido gravemente. “Estava um caos total. Meus amigos nem me cumprimentavam. Queriam ver se os outros estavam vivos. Teve pessoas voando!”
Jogadas no YouTube, as imagens do atropelamento rodaram o mundo.
O Código Brasileiro de Trânsito é claro: na ausência de pistas específicas para ele, o ciclista tem tanto direito de circular nas ruas quanto um carro. Melhor: tem até “preferência sobre automotores”.
Já a calçada é do pedestre. É mancada não desmontar da bike.

:Hospitalaria / Fraternidade do Ágape:

SAL PARA HIPERTENSO

 Muita gente está pedindo a receita do sal temperado que faz parte do projeto
Relógio do Corpo Humano, mostrado no Globo Repórter.
É muito fácil de fazer!
O segredo é acrescentar sabor através das ervas medicinais frescas, usando cada vez menos sal para reduzir a ingestão de sódio.
Vamos aos ingredientes:
– 1/2 kg de sal light (que contém 50% de sódio);
– 2 dentes grandes de alho;
– 8 folhas de sálvia;
– 6 ramos de cebolinha verdes;
– 7 ramos de tomilho;
– um punhado de salsa;
Picar os temperos e colocar no liquidificador junto com o sal. Bater um pouco e parar para misturar melhor com a colher. Bater. Repetir o processo até que esteja homogêneo.
A médica da família Aline Benvenutti recomenda o uso desse tempero aos pacientes hipertensos que não conseguer viver sem sal.
Segundo ela, a salsa afina o sangue, ajudando a reduzir a chance de um entupimento das veias do coração e da cabeça.
O alho também é um importante antioxidante.
Ele ajuda a prevenir a formação de placas de gordura e a baixar o colesterol ruim, aquele que entope as veias.

Minha dica: Colocar em vidro higienizado e bem fechado. Conservar no refrigerador. Nunca usar colher suja para retirar o sal.

Curiosidade:

Sumiço de gelo no Ártico chega perto de novo recorde (Fonte: Claudio Angelo).

Área congelada no inverno é quase tão pequena quanto mínimo de 2006, afirma levantamento feito pela Nasa
Processo também pode estar esquentando o ar da região, já que o gelo ajuda a isolar atmosfera do calor que vem do mar

Nasa/Divulgação

O degelo anual do oceano Ártico começou neste mês, com uma má notícia: a extensão do mar congelado está entre as duas menores desde que as medições com satélites começaram, há 30 anos.
Cientistas da Nasa que sobrevoaram a região nas últimas semanas relataram à Folha, na Groenlândia, que além de ocupar área menor o gelo também deve estar mais fino -e mais suscetível a derreter no verão.
Em cima de tudo isso, um estudo ainda inédito sugere que o encolhimento e afinamento do gelo marinho já está causando o aumento da temperatura do ar no Ártico.
Isso porque o gelo de lá funciona como uma barreira entre o mar e a atmosfera. Ele impede que o oceano, relativamente mais quente, transfira esse calor para o ar.
O temor é que surja um círculo vicioso. Quanto mais o gelo derrete, mais calor escapa do mar para a atmosfera, o que leva a mais derretimento, e assim por diante.
O equilíbrio da temperatura no mar e no ar do Ártico, por sua vez, é crucial para manter a estabilidade do manto de gelo da Groenlândia, a segunda maior reserva de água doce do mundo.
Se essa massa de gelo começar a derreter para valer, o principal efeito seria a elevação do nível do mar no planeta todo, o suficiente para inundar muitas áreas costeiras -inclusive no Brasil.
Já para alguns países do Ártico, haveria algumas vantagens: mais áreas navegáveis sem a barreira do gelo e mais facilidade para explorar reservas submarinas de petróleo e gás natural.
EM BAIXA
Dados da Nasa a serem apresentados pelo Centro Nacional de Dados de Gelo e Neve dos EUA mostram que a extensão do gelo marinho no inverno de 2011 chegou a 14,4 milhões de km2 no final de março. O valor é semelhante ao observado em 2006, ano que teve a menor extensão máxima registrada.
“No ano passado, você quase nunca via aberturas no gelo mais grosso, com vários anos de idade. Agora estamos vendo isso”, disse John Sonntag, professor da Universidade de Maryland e um dos coordenadores da operação Ice Bridge, da Nasa, que realiza medições anuais no gelo do Ártico.
O novo estudo, feito por Nathan Kurz, da Nasa, e Sinéad Farrell, da Noaa (Agência Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA), mostra que, entre 2003 e 2008, boa parte do gelo mais grosso (de 3 m de espessura) foi substituída por gelo mais fino.
Além disso, a perda de cobertura de gelo no período comprometeu o efeito isolante do oceano Ártico. Em 2007, quando a extensão mínima do gelo marinho na região foi a menor já registrada, o fluxo de calor do mar para a atmosfera foi três vezes maior que em anos anteriores.

Terceira Raça: (Fonte: Daniel Campos – Blog DCS Live)

As Pirâmides de 11 mil anos submersas no Japão podem confirmar a Terceira Raça

Desde 1995, mergulhadores e cientistas japoneses estudam uma das mais importantes descobertas arqueológicas do planeta, misteriosamente ignorada pela imprensa ocidental.
Localizada a alguns quilômetros da ilha de Yonaguni, estão os restos submersos de uma cidade muito antiga. Muito antiga MESMO! Os estudos geológicos calcularam a idade destes monumentos como tendo 11.000 anos de idade, o que os colocaria como uma das edificações mais antigas do planeta.

Ao longo de mais de uma década de explorações, mergulhadores já haviam localizado nada menos do que oito grandes estruturas feitas pelo

homem, incluindo um enorme platô com mais de 200m de comprimento, uma pirâmide no mesmo estilo das aztecas e maias (constituídas de 5 andares e alinhadas de acordo com pontos cardeais), bem como um conjunto completo de zigurates, demarcando áreas e regiões específicas no platô.Assim como são “coincidências” o fato das pirâmides do Egito estarem alinhadas com a constelação de Orion (Osíris), as pirâmides encontradas na China alinharem perfeitamente com a constelação de Gêmeos, os Templos astecas de Tecnochtitlan estarem alinhados com a constelação de Urso, Angkor Wat (aqueles templos que a Lara Croft explora no Cambodja) estarem alinhados com a constelação do Dragão e assim por diante

Uma estrutura que se pensa ser a construção mais velha do mundo, com quase duas vezes a idade das grandes pirâmides do Egito, foi recentemente descoberta. A formação retangular de pedras abaixo do mar na costa do Japão poderia ser a primeira evidência de uma desconhecida civilização anterior a Idade da Pedra, dizem os arqueólogos. O monumento tem 600 pés de largura e 90 pés de altura e foi datado com pelo menos 8.000 a.C.
Equipe do dr. Masaaki Kimura, da Universidade de Ryûkyû, exploram o sítio arqueológico submarino. Escadarias, rampas, terraços, entalhes na rocha e outros indícios da “mão humana”, como ferramentas. Yonaguni pode ser o mais antigo consjunto arquitetônico da história.
DIREITA: A Okinawan Rosseta stone, com símbolos que foram encontrados gravados nas pedras das ruínas submersas. A Okinawa Roseta é um achado arqueológico de Okinawa.
No arquipélago de Ryûkyû, a 480 km a sudoeste de Okinawa – Japão, as águas em torno da ilha de Yonaguni escondem um conjunto de misteriosas ruínas magalíticas. O território, de 28,88 km² e uma população de pouco mais de mil e setecentas pessoas, atraiu a atenção de historiadores, arqueólogos e outros cientistas quando, em 1985, um mergulhador descobriu as magníficas estruturas de pedra submersas nas águas que circundam a ilha.
Quando fotos do lugar foram divulgadas, imediatamente começou a polêmica sobre a origem dos terraços e escadarias. Muitos estudiosos recusaram aceitar que as ruínas sejam de construções feitas por mão humana. As formas geométricas, os ângulos muito certos, foram atribuídos a “agentes naturais”. Entretanto, outros pesquisadores afirmam que o fundo do mar de Yonaguni é o túmulo de uma próspera civilização possivelmente mais antiga que Suméria, Egito, Índia ou China.
Em 1997, dr. Masaaki Kimura, professor da Universidade de Ryûkyû, PHD em geologia marinha, publicou A Continent Lost In The Pacific Ocean, onde defende a teoria da civilização submersa; no mesmo ano, uma equipe da universidade empreendeu estudos no sítio arqueológico.
Em 04 de maio de 1998, partes da ilha e das ruínas foram sacudidas por um terremoto. Depois do abalo, foram realizadas filmagens submarinas. Constatou-se que haviam surgido novas estruturas de forma similar aos zigurats da Mesopotâmia. Estes seriam, então, os edifícios mais antigos do mundo. Foram encontradas marcas nas pedras que evidenciam o trabalho feito nelas, incluse entalhes. Também foram achadas ferramentas e uma pequena escadaria. A hipótese de formação natural em Yonaguni tornou-se, então, pouco plausivel.
O Enigma da Face
Submersa, 18 metros abaixo da superfície, surge uma cabeça megalítica, um rosto de pedra gasto pela erosão das águas que faz lembrar as cabeças de pedra de outros lugares antigos: Moais, no Pacífico; La Venta, Golfo do México.
Há 6 mil anos, as ruínas eram terras emersas, ligadas ao continente. A elevação do nível dos mares ao longo de eras fez submergir territórios como os da costa de Yonaguni. Há especulações sobre a “identidade” da civilização sepultada naquelas águas. Muitos falam em Atlântida mas, se parte de uma “civilização perdida” repousa no leito daquele mar então o mais certo é que seja a Lemúria ou Mu, ainda mais antiga, chamada pelos esotéricos de civilização da Terceira Raça.

Fonte: rodrigoenok 02/2008

 
E-book:

Livro Maçônico:

Lançamento Gênesis do Conhecimento
Consultório Maçônico XI – José Castellani
links ao final da mensagem
digitalização – Vitório
formatação e revisão – Lucia Garcia

 LINKS:

RAPIDSHARE:
https://www.rapidshare.com/files/457592064/Consult__rio_Ma____nico_XI_-_Jos___Castellani.pdf

MEDIAFIRE:
http://www.mediafire.com/download.php?v353e992b6a84k2

PASTAS LANÇAMENTOS Genesis do Conhecimento:
http://rapidshare.com/users/KPGYUD
http://www.mediafire.com/?q6ebsi7j6b5cv

Este e-book representa uma contribuição do grupo Genesis do Conhecimento  para aqueles que necessitam de obras digitais como é o caso dos Deficientes Visuais e como forma de acesso e divulgação para todos.
É vedado o uso deste arquivo para auferir direta ou indiretamente benefícios financeiros.
Lembre-se de valorizar e reconhecer o trabalho do autor adquirindo suas obras

Por hoje é só.

Inté de repente!

Sidney.

Anúncios
Publicado em Cadeia de união, Convite - Convocação, Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Divulgação, e-book, Fraternidade do àgape, Hospitalaria, Livros, Maçônico, maçom, RELIGIÃO, Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

descoberta arqueológica; conhece música clássica?; chá verde; gravidade no planeta.

Salve meus queridos irmãos e amigos!

Viva! O amigo do alheio me visitou saindo de uma reunião, terça-feira, p.p. e levou embora meu querido veículo automotor. Felizmente, tenho amigos que me ampararam nessa hora “dificultosa”, não é Reinaldo, o cara tinha sérios compromissos no dia seguinte e teimou em ficar comigo até as 04:30 no DP para registrar a ocorrência, verdadeiro irmão se conhece assim… Porém… estou à pé  em p.’. e à ord.’. como sempre.

Trago hoje algumas notícias que garimpei pela NET, e que são de alguma forma interessantes para todos nós. Um livro em chumbo, dos primórdios do cristianismo; um artigo sobre  o contexto histórico de algumas musicas clássicas que ouvimos com frequencia e nunca nos questionamos acerca disso; os benefícios do chá verde como anticancerigeno e uma interessante reportagem cientifica sobre o mapa da gravidade do nosso planeta.

Aproveitem, e inté de repente (espero que o

Biblioteca: A “maior descoberta da história da arqueologia” pode revelar principais segredos do Cristianismo

Publicado por Renato Cavallera (perfil no G+ Social) em 31 de março de 2011

O governo da Jordânia tenta repatriar livros feitos de chumbo que, segundo suspeitas de especialistas, parecem ser os mais antigos da história cristã, tendo sobrevivido quase 2 mil anos em uma caverna do país do Oriente Médio.

As relíquias, que estão atualmente em Israel, poderiam trazer à luz novos dados para nosso entendimento sobre o nascimento do cristianismo e sobre a crucificação e a ressurreição de Jesus Cristo.

O conjunto de cerca de 70 livros – cada um com entre 5 e 15 “folhas” de chumbo presas por aros de chumbo – foi aparentemente descoberto em um vale remoto e árido no norte da Jordânia, entre 2005 e 2007.

Uma enchente expôs dois nichos dentro da caverna, um deles marcado com um menorá, candelabro que é símbolo do judaísmo.

Um beduíno jordaniano abriu os nichos e o que encontrou ali dentro parece ser uma extremamente rara relíquia dos primórdios do cristianismo.

Essa é a visão do governo da Jordânia, que alega que os livros foram contrabandeados para Israel por outro beduíno.

O beduíno israelense que atualmente guarda os livros nega tê-los contrabandeado e alega que as antiguidades são peças que sua família possui há cem anos.

O governo jordaniano disse que fará “todos os esforços, em todos os níveis” para repatriar as relíquias.

Valor histórico

O diretor do Departamento de Antiguidades da Jordânia, Ziad Al-Saad, diz que os livros parecem ter sido feitos por seguidores de Jesus nas décadas seguintes a sua crucificação.

“Talvez eles sejam mais significativos que os pergaminhos do Mar Morto (relíquias descobertas nos anos 1940 que contêm textos bíblicos)”, disse Saad.

“Talvez eles precisem de mais interpretação e conferência de autenticidade, mas a informação inicial é muito animadora. Parece que estamos diante de uma descoberta importante e significativa, talvez a mais importante da história da arqueologia.”

Ante alegações tão fortes, quais são as provas?

As “folhas” dos livros – a maioria delas do tamanho de um cartão de crédito – contêm textos escritos em hebraico antigo, a maior parte em código. Se as relíquias forem de fato de origens cristãs, em vez de judaicas, são de grande significado.

Um dos poucos a ter visto a coleção é David Elkington, acadêmico que estuda arqueologia religiosa e líder de uma equipe britânica empenhada em levar os livros a um museu na Jordânia.

Elkington alega que os livros podem ser “a maior descoberta da história cristã”.

“É de tirar o fôlego a ideia que tenhamos contato com objetos que podem ter sido portados pelos primeiros santos da Igreja.”

O acadêmico diz que as relíquias contêm sinais que seriam interpretados, pelos cristãos da época, como imagens de Jesus e de Deus e da “chegada do messias”.

Na “capa” de um dos livros “vemos o menorá de sete ramificações, o que os judeus eram proibidos de representar porque ele residia no local mais sagrado do templo, na presença de Deus”, explica Elkington. “Assim, temos a vinda do messias para obter a legitimidade de Deus.”

Para Philip Davies, professor emérito de estudos do Velho Testamento da Universidade de Sheffield, afirma que a prova mais contundente da origem cristã das relíquias está em um mapa feito da cidade sagrada de Jerusalém.

“Há uma cruz em primeiro plano e, atrás dela, está o que seria a tumba (de Jesus), um pequeno edifício com uma abertura e as muralhas da cidade. Outras muralhas representadas em outras páginas dos livros quase certamente se referem a Jerusalém”, diz Davies, que afirma ter ficado “estupefato” com as imagens, “claramente cristãs”.

A cruz é o que mais chama a atenção dos especialistas, feita no formato de um T maiúsculo, como eram as cruzes que os romanos usavam para crucificações.

“É uma crucificação ocorrida fora dos muros da cidade”, diz Davies.

Margaret Barker, especialista em história do Novo Testamento, ressalta que o local onde acredita-se que as relíquias tenham sido encontradas denota sua origem cristã – e não puramente judaica.

“Sabemos que, em duas ocasiões, grupos de refugiados dos distúrbios em Jerusalém rumaram a leste, atravessaram a Jordânia perto de Jericó e foram para perto de onde esses livros parecem ter sido achados.”

Ela acrescenta que outra prova da “proveniência cristã” é que as relíquias são em formato de livros, e não de pergaminhos. “Os cristãos eram particularmente associados com a escrita na forma de livros e guardavam os livros como parte da secreta tradição do início do cristianismo.”

O Livro das Revelações se refere a esses textos guardados.

Outro possível elo com a Bíblia está contido em um dos poucos fragmentos de texto que foram traduzidos das relíquias. O fragmento, acompanhado da imagem do menorá, diz: “Devo andar honradamente”, frase que também aparece no Livro das Revelações.

Ainda que a frase possa simplesmente significar um sentimento comum no judaísmo, pode também se referir à ressurreição.

Testes

Não está esclarecido se todos os artefatos descobertos são parte do mesmo período, mas testes feitos no chumbo corroído dos livros indica que eles não foram feitos recentemente.

A arqueologia dos primórdios do cristianismo é especialmente esparsa ainda. Pouco se sabe dos desdobramentos após a crucificação de Jesus até as cartas escritas por Paulo, décadas mais tarde.

A história contida nas relíquias parecem ser, assim, a descoberta de maior escala até agora dessa época do cristianismo, em sua terra de origem e em seus primórdios.

Coluna da Harmonia

Coluna da Harmonia: Você ouve e acha que conhece música clássica?

1) “Lá vem a noiva” (ou “Bridal Chorus”, em português, “Marcha Nupcial”) – Richard Wagner

Porque você conhece: Quem dera um casamento no qual não tocasse essa música. Já foi tocada de todas as maneiras, desde órgãos a orquestras completas conforme a noiva caminha até o altar. Quando você ouve tal melodia, já sabe que a noiva está para aparecer, provavelmente toda vestida de branco.

O contexto original: Assassinato em massa. A música vem da ópera “Lohengrin”, na qual o “Bridal Chorus” é na verdade cantado para a heroína Elsa e seu novo marido, Lohengrin, por suas damas de honra após o casamento, não antes! As pessoas trocam as coisas, fazer o quê. Ah, e depois dessa canção, Lohengrin assassina cinco convidados do casamento, e larga Elsa.

Observação: Lohengrin não é uma ópera alegre, como você provavelmente adivinhou. O casamento dura duas canções. Depois que o machão assassino abandona Elsa (e por ser uma ópera), ela morre de tristeza. Assim, a música de órgão que se ouve em todos os casamentos hoje em dia é menos festiva e mais sinistra.

Link Bridal Chorus – clique para acessar o vídeo

—–

2) “Hallelujah Chorus” (da obra Messias) – Handel

Porque você conhece: assim como a “Marcha Nupcial”, as associações com “Hallelujah Chorus” são uma espécie de lenda da cultura pop. Essa música épica e alegre, que soa como um grito de pessoas felizes cantando “Aleluia”, é muito usada em filmes religiosos, ou tocada em qualquer filme quando algo bom acontece. Você mesmo já deve ter cantarolado essa canção para si depois de alguma pequena vitória.

O contexto original: O “Hallelujah Chorus” é, como você deve ter imaginado, sobre Jesus; vem de Messias, uma obra de coral inteiramente sobre Jesus Cristo. Porém, o “Hallelujah Chorus “, especificamente, é praticamente a trilha sonora para sua suposta segunda visita à Terra. É o fim do mundo como Jesus o conhece: Ele comanda o total extermínio em cima de uma nuvem negra monstruosa enquanto tudo abaixo se colapsa.

Observação: Existe um cronograma muito explícito em Messias. Cada peça de música é uma parte da vida de Cristo, do início ao fim até depois do fim. O “Hallelujah Chorus” obteve sua letra a partir do Livro das Revelações, amplamente conhecido como a parte “insana” da Bíblia. Estamos todos gritando, enquanto Jesus termina o mundo que nos rodeia. Dizem que quando Handel terminou “Hallelujah Chorus”, foi encontrado chorando. Seu assistente perguntou o que havia acontecido, e Handel respondeu: “Eu pensei ter visto o rosto de Deus”. Assustador.

Link Hallelujah chorus – clique para acessar o vídeo

—–

3) “O Fortuna” (da obra Carmina Burana) – Carl Orff

Porque você conhece: Procurando uma música terrivelmente dramática para usar no seu filme sobre vampiros? Desesperado para encontrar uma música que ilustrará super bem seu programa de TV sobre o fim do mundo? Encontrou imagens de um gatinho bonito e quer fazer um vídeo engraçado justapondo-as em trombetas com uma letra em latim sem sentido? “O Fortuna” é o que você está procurando. Incontáveis filmes, comerciais e qualquer coisa com drama já usaram essa clássica canção.

O contexto original: Enquanto a música foi escrita no século 20, todas as letras de Carmina Burana são retiradas de mais de 200 poemas medievais que são sobre: amor não correspondido; que estranha é a igreja, assim como o governo e o homem; beber. Soa como poesia de ensino médio? É porque é.

Observação: O super dramático “O Fortuna” é apenas uma canção totalmente revoltada que veio de um poema meio bobo escrito por algum estudante medieval. As letras são sobre apostas, jogos de azar, ter má sorte (e perder sua camisa nas apostas). O arranjo é de um compositor alemão muito estranho, que queria celebrar “o triunfo do espírito humano através do equilíbrio sexual e holístico”.

Link O Fortuna – clique para acessar o vídeo

—-

4) “The Year 1812” – Pyotr Ilyich Tchaikovsky

Porque você conhece: Você já ouviu essa, sem dúvida nenhuma. É uma música gloriosa que toca o tempo todo nos EUA (toca todo 4 de julho, feriado da independência), e aparece em filmes sempre que algo importante, ou excitante, ou explosivo, está acontecendo. Foi escrita por um cara russo, mas parece ser sobre a América. Talvez seja sobre a guerra de 1812 contra os ingleses, ou alguma outra batalha americana. É arrogante, triunfante, agressiva, e todo norte-americano pensa que ela diz “nós somos bons”.

O contexto original: Os americanos estão pagando de bobos. A música que toca todo 4 de julho é na verdade sobre uma batalha entre a Rússia e a França.

Observação: Havia mais de uma guerra acontecendo em 1812, e a batalha dos EUA com a Grã-Bretanha não era a mais importante. O “grand finale” da música (a parte mais conhecida) contrapõe tiros de canhão explosivos com o som de “La Marseillaise”, o hino nacional francês, para representar os defensores russos esmagando o exército de Napoleão na batalha de Borodino. E porque cargas d’água os EUA tocam essa parada enquanto estouram seus fogos de artifício?

Link Overture 1812 – clique para acessar o vídeo

—-

5) “Pompa e Circunstância” (“Military Marches”, em português, “Marchas Militares”) – Sir Edward Elgar

Porque você conhece: Qualquer um que já tenha se graduado em algo, ou comparecido a qualquer formatura, deve ter ouvido essa música. Também é comum em filmes, em momentos vitoriosos.

O contexto original: a música que nos lembra conquista é a primeira de uma série de uma espécie de “álbum conceitual” da virada do século 20. Conceito de quê? Sangue, guerra e morte de jovens.

Observação: A música não tem letra, mas em um esforço para definir do que ela se trata, o compositor Elgar prestativamente prefaciou seu significado com uma citação do poema “The March of Glory” (A Marcha da Glória), de Lord Tabley, que fala sobre marchar ao som de uma música que atrai os homens à morte, além de orgulho, nação, e outros temas (ou baboseiras militares, depende de sua posição quanto ao assunto). Ou seja, é sobre ansiosamente morrer em batalha. Mas não com significado positivo, do tipo “morrer em batalha é glorioso”. A música é uma forma de Elgar dizer: “Eu não acho que devemos marchar todos os nossos jovens para morrer na batalha”, o que os britânicos confundiram completamente, tocando-a para animar seus exércitos por anos. Pelo menos eles entenderam a parte da batalha corretamente, já que os americanos tocam a música em formaturas.

Link “Pompa e Circunstância – clique para acessar o vídeo

—–

6) “Ride of the Valkyries” (da obra “Die Walkure”, em português, “A cavalgada das Valquírias”) – Richard Wagner

Porque você conhece: Esta é provavelmente a música dramática mais famosa do mundo. Foi utilizada no filme “Apocalypse Now” como música de fundo para um ataque de helicóptero. Já tocou em inúmeros outros lugares, até desenhos animados (talvez principalmente em desenhos animados), e geralmente retrata pessoas indo para uma batalha.

O contexto original: Tocada em uma ópera sobre mulheres com lanças (exato!), você deve imaginar que “A cavalgada das Valquírias” (como a passagem musical é conhecida em português) é ouvida enquanto as bravas jovens batalham. Não. Está mais para tocada quando as luzes estão apagadas, a cortina está fechada e nada está acontecendo. Sim, a canção é tocada como abertura da obra.

Observação: Uma das músicas mais legais tocadas em brigas e batalhas foi na verdade feita para ser ouvida enquanto o público está sentado educadamente olhando para uma cortina. Foi uma tentativa do compositor de empolgar a audiência, mas não para uma batalha, para um show. Quando a cortina sobe e as mulheres finalmente aparecem, o resto da música é usado como som de fundo enquanto as Valquírias se cumprimentam antes de um dia de trabalho. Sem brigas, sem fúria. Quase entediante.

Link Ride of the Valkyries – clique para acessar o vídeo

Hospitalaria:

Benefícios do chá verde – anticancerígeno

Cientistas Identificam Substância Anticancerígena em Chá Verde Por Patricia Reaney

LONDRES (Reuters) – Cientistas espanhóis e britânicos descobriram como o chá verde ajuda na prevenção de certos tipos de câncer.

Pesquisadores da Universidade de Murcia (Espanha) e do Centro John Innes (na Grã-Bretanha) mostraram que uma substância conhecida como EGCG está presente na bebida, e que ela evita a multiplicação das células cancerígenas ao impedir a união delas com uma certa enzima.

“Mostramos, pela primeira vez, que o EGCG, presente no chá verde em concentrações relativamente altas, inibe a ação da enzima dihidrofolato redutase (DHFR), que é reconhecidamente um alvo de remédios de combate ao câncer”, disse à Reuters Roger Thorneley, do Centro John Innes.

“Pelo que sabemos, essa é a primeira vez em que se identifica como passível de ser inibido pelo EGCG o alvo reconhecido de remédios anticâncer”, acrescentou.

O chá verde possui até cinco vezes mais EGCG que o chá comum, mostraram estudos anteriores. O consumo da bebida diminuiu a incidência de alguns tipos de câncer, mas os cientistas não sabiam dizer como isso havia acontecido. E nem tinham determinado quanto chá verde uma pessoa tem de tomar para usufruir do efeito benéfico.

Segundo Thorneley, o EGCG é apenas uma de várias substâncias antic âncer presentes no chá.

“Identificamos a enzima em células de tumor que o EGCG ataca e entendemos como ele impede essa enzima de fazer DNA. Isso significa que talvez possamos desenvolver novas drogas de combate ao câncer com base na estrutura molecular do EGCG”, explicou o pesquisador.

Os cientistas resolveram analisar o EGCG depois de terem percebido uma semelhança entre a estrutura molecular dele e a de um remédio de combate ao câncer chamado methotrexate.

O EGCG une-se vigorosamente com a DHFR, uma enzima fundamental tanto para as células saudáveis quanto para as cancerosas. Mas a substância não se une tão vigorosamente quanto o methotrexate, o que diminuiria seu efeito colateral maléfico nas células saudáveis.

Dados de satélite formam mapa preciso da gravidade na Terra

Geoide é o modelo usado para representar o campo gravitacional do planeta. Foto: Esa/DivulgaçãoGeoide é o modelo usado para representar o campo gravitacional do planeta
Foto: Esa/Divulgação 

A agência espacial europeia (ESA) informou nesta quinta-feira que conseguiu mapear a gravidade da Terra “com uma precisão inigualável” por meio de dados colhidos pelo satélite Goce, que está em órbita há dois anos. O novo modelo foi apresentado em um workshop para jornalistas e cientistas em Munique, na Alemanha.

Os cientistas utilizaram o modelo de geoide para explicar o campo gravitacional da Terra, que é achatada nos pólos. De acordo com a agência espacial, para compreender um geoide basta imaginar a Terra coberta por água, sem marés e correntes.

O Goce possuiu um aparelho chamado gradiômetro que serve para medir mudanças sensíveis na gravidade da Terra. Os dados são renovados a cada dos meses o que, segundo os responsáveis pelo trabalho, colabora para garantir a eficiência do mapa criado para compreender a gravidade.

Com os dados do satélite, a ESO pretende proporcionar à comunidade científica informações sobre os oceanos e o clima, melhorando a compreensão da estrutura interna da Terra. Segundo a agência espacial, uma das contribuições dos dados de gravidade do satélite é no conhecimento mais profundo das causas dos terremotos, como o que assolou recentemente o Japão.

Por ser um fenômeno causado pelo movimento das placas tectônicas, os terremotos não podem ser observados diretamente do espaço, mas sua influência nos dados de gravidade são transmitidas ao satélite, podendo ser usados para compreender as catástrofes naturais e as maneiras de evitá-las.

Inté mais pessoal!

Publicado em coluna da Harmonia, Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Esotérico, Hospitalaria, Maçônico, maçom, RELIGIÃO, Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Livro Maçônico “Regnum” – hospitalaria – Projeto de Lei-Ir.’. Protógenes

Bom dia/tarde/noite, meusi IIr.’. Abaixo encaminho mais um livro maçônico digitalizado pela equipe Genesis do Conhecimento. Ainda não o li, mas o disponibilizo. Afinal, cultura nunca é demais, não é?

Também encaminho notícia de muma possibilidade de visão para nossos amigos deficientes visuais. Trata-se do desenvolvimento de uma retina artificial que pode vir a ajudar alguns tipos especificos de problemas com a visão.

Ainda de cunho hospitaleiro, notícia acerca de exames de laboratório a preços populares para aqueles que não tem planos de saúde ou condições de pagar um exame particular. Observação liguemr para saber se ainda está funcionando a promoção.

O Ir.’. Protogenes começou a apresentação de seus projetos de lei. Confira abaixo o primeiro. É interessante e polêmico e com certeza terá muito trabalho para aprovação. Mas vale conferir sua iniciativa.

Bom, inté de repente, meus IIr.’.

Lançamento Gênesis do Conhecimento

REGNVM – Carlos Alberto Gonçalves

links ao final da mensagem


digitalização – Vitório
formatação e revisão – Lucia Garcia

Sinopse:

Uma digressão sintética não hipócrita e não demagógica sobre a espiritualidade ocidental.
E na eterna alternância entre a construção e a destruição, entre a vida e a morte, que “Aquele” que habita a forma evolui:

é isso que cria o movimento de renovação e expansão cósmicas que destrói o edifício obsoleto e reconstrói um outro, mais apto, mais equipado, para receber habitantes, também mais especializados.

Por essa visão, podemos entender a relatividade do bem e do mal e de todas as diferenças  e paradoxos. A isso chamamos “Evolução”.

Em verdade, esse é um campo de provas e experiências (o mundo manifesto) que condiciona a vida e isso é absolutamente necessário para que ela se desenvolva.

Esse “campo” nunca é modificado. Quem muda é a vida que, realizando a experiência e seguindo para patamares mais elevados em sua rota evolutivao abandona, abrindo espaço para que novas manifestações, da vida evolucionante, nele encetem sua jornada.
Qualquer tentativa de modificar esse estado de coisas, portanto, constituir-se-á na maior das utopias.

Logo, não devemos nos concentrar em “mudar o mundo”, pois esse perderia a sua finalidade, mas sim, nos aplicarmos em transformar a “Vida”.
Por isso tudo, sempre é conveniente lembrar:

“O bem absoluto é parte daquilo que não compreendemos intelectualmente e designamos como Deus: o mal absoluto, não existe”.

 

Uma notícia muito interessante para os deficientes visuais.

Retina artificial pode ajudar alguns cegos a enxergar

DA ASSOCIATED PRESS

Por duas décadas, Eric Selby não enxergava e dependia de um cão-guia para se locomover. Mas depois de receber o implante de uma retina artificial em seu olho direito, ele pode detectar coisas normais, como o meio-fio e a calçada enquanto caminha pela rua.

“Basicamente, são flashes de luz que você tem que traduzir em seu cérebro, mas é incrível que eu possa ver alguma coisa”, disse Selby, um engenheiro aposentado de Coventry, na região central da Inglaterra.

Há mais de um ano, o homem de 68 anos recebeu um implante artificial chamado de Argus 2, feito pela empresa norte-americana Second Sight, inserido cirurgicamente em seu olho direito. Reguladores holandeses são esperados nas próximas semanas para decidir sobre o pedido da empresa para comercializar o aparelho na União Europeia. Se a reposta for positiva, o implante será a primeira retina artificial disponível para venda.

Ele funciona com uma câmera de vídeo minúscula e um transmissor, instalados em um par de óculos e um pequeno computador wireless.

O computador processa as cenas captadas pela câmera e as converte em informações visuais na forma de um sinal eletrônico que é enviado ao implante. O dispositivo estimula as células sadias que restam na retina, fazendo com que elas retransmitam os dados para o nervo óptico.

Em seguida, a informação visual move-se para o cérebro, onde é traduzida em padrões de luz que podem se transformar na forma do contorno de um objeto. Os pacientes precisam aprender a interpretar os flashes de luz. Por exemplo, eles podem decodificar três pontos brilhantes como os três pontos de um triângulo.

O implante é indicado apenas para pessoas com um tipo específico de problema de retina, hereditário, quando as pessoas ainda têm algumas células funcionais. Elas devem ter sido capazes de enxergar no passado e seus nervos ópticos devem estar a funcionando. Cerca de uma em 3.000 pessoas são cegas devido a um deste grupo de doenças hereditárias, chamada retinite pigmentosa, e podem se tornar potenciais beneficiárias pela retina artificial.

O dispositivo custa um preço muito alto –cerca de US$ 100.000. Na Inglaterra, o serviço nacional de saúde, por vezes, paga caro por novas tecnologias para um pequeno número de pacientes, segundo Lyndon da Cruz, um dos médicos que testou a retina artificial, do Moorfields Eye Hospital, em Londres.

Ele disse que se a retina artificial permite que os pacientes sejam mais auto-suficientes, o implante pode sair mais barato do que os gastos com saúde dos governos.

LINK DA NOTÍCIA:

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/875617-retina-artificial-pode-ajudar-alguns-cegos-a-enxergar.shtml

É BOM SABER!!

Projeto Lavoisier Popular para pessoas que não possuem plano de saúde,  podem ser realizados todos os exames a preços populares, conforme exemplos abaixo.

Parabéns aos Laboratórios Lavoisier pela Iniciativa!

Divulguem!

Mesmo que VC não precise, repasse aos seus contatos, alguém pode estar precisando !


COMUNICADO IMPORTANTE PARA AS PESSOAS QUE NÃO POSSUEM PLANOS DE SAÚDE.
O Lavoisier Popular é um programa criado pela Diagnósticos da América para facilitar o acesso de todas as pessoas ao que existe de mais moderno em medicina diagnóstica.
Agora, você pode fazer todos os exames que seu médico solicitar, na unidade Lavoisier Popular mais perto de você, com os preços utilizados para os convênios conforme CBHPM – tabela AMB Basta apresentar o pedido médico, que não precisa ser de médico do SUS ou da Prefeitura.
Qualquer dúvida, acesse
http://www.lavoisier.com.br

Alguns exemplos de preços do Lavoisier Popular:
– Hemograma Completo: R$ 8,00
– Glicemia: R$ 4,00
– Colesterol Total + Frações: R$ 35,00
– Urina Tipo I: R$ 9,00
– Parasitologia: R$ 11,00
– Teste de Gravidez – Beta HCG: R$ 25,00
– TSH: R$ 28,00
– Raio X (1 ou 2 incidências): R$ 30,00
– Ultrassom Ginecológico: R$ 29,50
– Ultrassom Obstétrico: R$ 38,00
– Papanicolau: R$ 17,00
Você, que mora próximo as Unidades Lavoisier relacionadas abaixo e não possui convênio médico, já pode ter a garantia de suprir as necessidades de saúde de sua família, fazendo exames por um preço acessível, sem longos prazos de espera; além de contar com a reconhecida qualidade de nossos serviços..Para maiores informações ligue para a unidade mais próxima da sua residência

Unidades Lavoisier Popular
Angélica II – Av. Angélica, 2229 – (11) 3017 8233
Cambuci – Av. Lins de Vasconcelos, 169 – (11) 3207 2724
Carrão – Av. Conselheiro Carrão, 1865 – (11) 6197 0355 / 6197 7684
Carrefour Itaquera – Av. Nova Jacu Pêssego, 1200 – (11) 6523 3033
Guarulhos I – R. Presidente Prudente, 30 – (11) 6408 2265
Guarulhos II – Av. Salgado Filho, 1214 – (11) 6442 7375
Ipiranga – R. Labatut, 523 – (11) 6165 4300
Itaim Paulista – R. Barena, 663 – (11) 6571 7884
Itapecerica da Serra – Estrada de Itapecerica, 2497 – (11) 5513-7465 / 5513-7432
Jabaquara – R. Das Perobas, 485 – (11) 5011 9477
João Dias – R. São José, 29 – (11) 5522 6821 / 5522 2347
Nova Mooca – Av. Paes de Barros, 1220 – (11) 6605 9077
Osasco – Pça. Padroeira do Brasil, 211 – (11) 3654 0052
Penha – R. Caquito, 143 – (11) 6641 5255

Santos – R. Alexandre Herculano, 101 – (13) 3221 7968

S. Caetano do Sul – Av. Goiás, 1699 – (11) 4224 4898
São Mateus – Av. Mateo Bei, 2076 – (11) 6113 2535
Socorro – Av. De Pinedo, 85 – (11) 5686 6382 / 5681 3980
Shop. ABC – Av. Pereira Barreto, 42 – (11) 4427 6911 / 4427 7741
Shop. Aricanduva – Av. Aricanduva, 5555

Shop. Interlar – (11) 6725 2177
Shop. Center Norte – Trav. Casalbuono, 120 – Estac., Loja 1 – (11) 6251-1477
Shop. Metrô Tatuapé – R. Domingos Agostin, 91 – G2  – (11) 6192 9257
Shop. Taboão – Rod. Régis Bittencourt, km. 271,5 – Centro Médico – (11) 4701 0912 / 4786 1237
Tatuapé II – R. Euclides Pacheco, 424 – (11) 6194 2403
Tucuruvi – Av. Mazzei, 258 – (11) 6261 4569 / 6261 4807
Vila Maria – Av. Guilherme Cotching, 1580 – (11) 6636 4457
Vila Prudente – R. Do Orfanato, 33 – (11) 6161 7323


Caros IIr.’.,  o Ir.’. Protógenes já apresentou seu primeiro projeto de Lei.

Devemos, acompanhar, fiscalizar e auxiliar aqueles que ajudamos a eleger ou que foram eleitos com a marca da Maçonaria.

http://www.camara.gov.br/sileg/Prop_Detalhe.asp?id=490910

Nela pretende equiparar as penas de Corrupção a mesma do crime de homicídio, veja abaixo o texto.

PROJETO DE LEI No _____, DE 2011

(Do Sr. Delegado Protógenes)

Altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, o Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941 – Código de Processo Penal, e a Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na Administração Pública direta, indireta ou fundacional, e dá outras providências.

O
Congresso Nacional
decreta:

Art. 1º O artigo 59 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar acrescido de parágrafo único com a seguinte redação:

“Art. 59 …………………………………………………………………….

……………………………………………………………………………….

Critérios especiais dos crimes que gerem dano ao erário

Parágrafo único: Na fixação da pena de crimes que gerem dano ao erário, o juiz considerará a extensão do dano causado para elevar a pena base.” (NR)

Art. 2º O artigo 312 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar acrescido de §1º-A com a seguinte redação:

“Art. 312 ……………………………………………………………………

……………………………………………………………………………….

§ 1º-A A pena será de doze a trinta anos, e multa, quando o crime previsto no caput resultar em expressivo dano ao erário.” (NR)

Art. 3º O artigo 317 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar acrescido de §3º com a seguinte redação:

“Art. 317 ……………………………………………………………………

……………………………………………………………………………….

§ 3º A pena será de doze a trinta anos, e multa, quando o crime previsto no caput resultar em expressivo dano ao erário.” (NR)

Art. 4º O artigo 333 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar acrescido de §2º com a seguinte redação, renumerando-se o parágrafo único para §1º:

“Art. 333 ……………………………………………………………………

……………………………………………………………………………….

§ 2º A pena será de doze a trinta anos, e multa, quando o crime previsto no caput resultar em expressivo dano ao erário.” (NR)

Art. 5º O art. 17 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, passa a vigorar acrescido do seguinte parágrafo:

“Art. 17 …………………………………………………………………….

……………………………………………………………………………….

§ 13 Terão prioridade de realização todos os atos e diligências nos processos e procedimentos judiciais e administrativos, em qualquer instância, destinados a apurar a prática de ato de improbidade.” (NR)

Art. 6º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICAÇÃO

A corrupção é uma das principais chagas do Brasil. De acordo com o Índice de Percepção de Corrupção da ONG Transparência Internacional, em 2008, o Brasil atingiu a marca de 3,7 em uma escala que vai de zero (países vistos como muito corruptos) a dez (considerados bem pouco corruptos) e ficou em 75º em um ranking de 180 países avaliados.

A corrupção alimenta o tráfico de drogas em especial o avanço do crack nas grandes cidades e nas cidades do interior dos Estados.

Em 2009, entre os países da América Latina, o Brasil aparece abaixo de Chile, Uruguai, República Dominicana, Costa Rica e Cuba no ranking. Em todo o mundo, países como Itália, Brunei, Coreia do Sul, Turquia, África do Sul, Hungria, Geórgia e Gana tiveram índices melhores do que o Brasil.

Estudo da Fiesp realizado em 2010 revela que a corrupção no Brasil custa até R$ 69,1 bilhões por ano (“Corrupção no Brasil custa até R$ 69,1 bilhões por ano, diz estudo da FIESP”. Correio Braziliense. Publicado em 10/05/2010).

Apesar dos avanços obtidos no governo Lula com o fortalecimento da Polícia Federal e da CGU, ainda nos encontramos muito aquém no que diz respeito ao combate rigoroso as práticas de corrupção.

Um dos principais problemas que dificultam o combate à corrupção é a cultura de impunidade ainda vigente no país. Essa cultura é ainda mais presente entre os administradores públicos. Estudo divulgado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) revela que entre 1988 e 2007, nenhum agente político foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Durante este período, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou apenas cinco autoridades. (“STF não condena agentes públicos há 18 anos, diz AMB” por Soraia Costa. Em Congresso em Foco. Acessado em 20 de julho de 2007).

Em seu discurso de posse a presidenta Dilma Rousseff destaca a necessidade de combater com firmeza a corrupção “Serei rígida na defesa do interesse público. Não haverá compromisso com o erro, o desvio e o malfeito. A corrupção será combatida permanentemente, e os órgãos de controle e investigação terão todo o meu respaldo para aturem com firmeza e autonomia”

A proposição em tela visa contribuir com superação desse estado de coisas. Duas medidas são propostas:

a) alteração do Código Penal para prever expressamente que o juiz deve fixar a pena base levando em consideração a extensão do dano causado ao erário público, nos crimes contra administração pública.

b) equipara à pena de homicídio qualificado (doze a trinta anos) os crimes de peculato, corrupção passiva e corrupção ativa, quando sua prática resultar em expressivo dano ao erário público.

c) alteração na Lei de Improbidade Administrativa para conferir prioridade aos processos e procedimentos judiciais e administrativos destinados a apurar a prática de ato de improbidade.

d) alteração do Código de Processo Penal para dar prioridade de tramitação aos procedimentos judiciais em processos de crimes de responsabilidade de funcionários públicos.

Diante do elevado alcance social das medidas propostas, contamos com o apoio de nossos pares a fim de aprovar o presente projeto de lei.

Sala das Sessões,  em         de                         de 2011.

Deputado Delegado Protógenes

PCdoB/SP

Publicado em Cadeia de união, DIFUSÃO DE CULTURA, Divulgação, e-book, Hospitalaria, Livros, Maçônico, maçom, Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Alguns Selos Maçônicos do Brasil e do Mundo

 

Bom(ao) dia/tarde/noite meus IIr

Hoje, o post teve a inteira participação do IrAmilton Oliveira. Ele me encaminhou um e-mail com as imagens abaixo.

Os filatelistas de plantão agradecem, meu Ir

Certamente vocês já devem conhecer a maioria, mas havia alguns que eu ainda não tinha visto. Uma pérola que merece ser dividida com todos.

 

Selos Maçônicos do Brasil

Os Correios do Brasil lançaram em 20/agosto/2004 (no Dia do Maçom) este conjunto de selos sobre maçonaria, representando elementos e símbolos maçônicos:

SABEDORIA, FORÇA E BELEZA:
As colunas representam a Sabedoria, que orienta no caminho da vida, a Força, que anima e sustenta o homem em todas as dificuldades, e a Beleza que adorna as ações, o caráter e o espírito do maçom.

ESCADA DE JACÓ:
Simboliza a escala da hierarquia maçônica, na qual ascendem aqueles que pela fé e pelo esforço, tiverem conseguido transformar a pedra bruta em pedra polida, apta à construção da vida.

FERRAMENTAS DE TRABALHO:
O “Esquadro, o Nível e o Prumo” simbolizam as ferramentas utilizadas pelos maçons na construção da Ordem.

DESBASTANDO A PEDRA BRUTA:
Representa o Emblema do Aprendiz, ao qual cabe a obrigação de desvencilhar- se dos defeitos e das paixões, para poder trabalhar na construção moral da humanidade, que é a verdadeira obra da maçonaria.


“Os selos divulgam os mais relevantes princípios e fundamentos da Maçonaria, como o de orientar no caminho da vida, animar e sustentar o homem em todas as dificuldades e adornar as ações, o caráter e o espírito do Maçom. Também instrui sobre a obrigação do aprendiz em desbastar a Pedra Bruta, desvencilhando- se dos defeitos e das paixões, que habita, preparando-se para a construção moral da humanidade, a verdadeira obra da Maçonaria. A ascensão dos Maçons que, pela fé e pelo esforço, tiverem conseguido transformar a Pedra Bruta em Pedra Cúbica, é outro aspecto valorizado pela Maçonaria e perpetuado por esta emissão.”

(Laelso Rodrigues, Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil)

 

Brasil, 2007 e Uruguai, 2007
(emissão conjunta)


Selo comemorativo:

1807-2007 – Bicentenário de Nascimento do Maçom Giuseppe Garibaldi


O primeiro selo mostra Giuseppe Garibaldi a cavalo, levando a bandeira dos revolucionários gaúchos, simbolizando a importância de seu papel na Revolução Farroupilha. O símbolo da maçonaria com o Esquadro e Compasso aparece no canto superior direito.

Desenho feito por Márcia Mattos (Brasil).


O segundo selo apresenta à direita, o rosto de Giuseppe Garibaldi nas cores verde e branco e uma linha vermelha, simbolizando as cores da bandeira da República Italiana, em homenagem à Itália pela qual Garibaldi combateu. À esquerda, uma fragata do século XIX, em que tremula a bandeira do Uruguai, lembrando a atuação de Garibaldi como Comandante da Frota na defesa do governo daquele país.

Desenho feito por Carlos Menck Freire (Uruguai).

 

Brasil, 1992


Selo comemorativo emitido em 20/agosto/1992 (Dia do Maçom):

Homenagem ao Grande Oriente do Brasil

Símbolo do “Esquadro e Compasso” e maquete do Palácio Maçônico do Grande Oriente do Brasil (Brasília/DF) , inaugurado em 04/dezembro/ 1992. O Grão-Mestre Geral na época era o Irmão Jair Assis Ribeiro.


Desenho feito por Lucia T.V. Ramos

 

Brasil, 1988


Selo comemorativo:

Sesquicentená rio (150 anos) da morte de José Bonifácio de Andrada e Silva


Pintura de José Bonifácio com símbolos do Brasil Império e da Maçonaria.

Descrição do Edital: “O selo mostra a figura de José Bonifácio de Andrada e Silva, O Patriarca da Independência, com elementos que o identificam: o brasão de armas do Brasil independente, envolvido pela cruz da Ordem de Cristo, o martelete e o minério do mestre da mineralogia e, ainda, a faixa, o avental e o emblema maçônico para lembrar o Grão-Mestre de maçonaria. O artista fez o retrato a bico-de-pena e aquarela inspirando-se em uma gravura e uma litografia da época.”

Desenho feito pelo quadrinhista, pintor e historiador Ivan Wasth Rodrigues.

 

Envelope de Primeiro Dia de Circulação (06 de abril de 1988),
com o carimbo comemorativo:



Ilumina teus povos: dá socorro
Pronto e seguro ao índio tosco, ao negro,
Ao pobre desvalido; então riqueza
Teus cofres encherá…

 

Brasil, 1977


Selo comemorativo emitido em 18/julho/1977:

Cinquentenário de Fundação das Grandes Lojas Brasileiras:

– Grande Loja da Bahia nº 1, fundada em 22.05.1927;

– Grande Loja do Rio de Janeiro nº 2, fundada em 24.06.1927;

– Grande Loja do Estado de São Paulo (GLESP) nº 3, fundada em 15.07.1927


O selo mostra símbolos do Esquadro, Compasso e a letra ‘G’, sobre o mapa do Brasil.

Desenho feito por J.P.Guimarães


Envelope de Primeiro Dia de Circulação:

 


Selo com o símbolo do esquadro e compasso.

Brasil, 1973


Selo comemorativo:

Homenagem ao Grande Oriente do Brasil – 1822/1973

Em 17/junho/1822 foi instalado no Rio de Janeiro o Grande Oriente do Brasil sendo José Bonifácio de Andrada e Silva nomeado o primeiro Grão-Mestre.


Desenho por Maria Carmen Ribeiro e Suzana S. Fonseca


Envelope de Primeiro Dia de Circulação (24 de agosto de 1973):

 



Selos Maçônicos do mundo

Vaticano, 1966


A figura da esqueda faz lembrar o símbolo do Mestre na maçonaria que é representado por um ancião de longas barbas, pensativo, portando nas mãos um compasso, diante de uma prancha. É sobre ela que o mestre estabelece seus planos.

A figura da direita faz lembrar o Mestre Construtor com a trolha do pedreiro assentando a pedra polida para a construção simbólica do templo.

Os selos foram desenhados pelo gravurista italiano Mario Rudelli e lançados pelo Vaticano em 1966, época do Papa Paulo VI.

 

Bélgica, 1982/1983

Selo comemorativo dos 150 anos do Grande Oriente da Bélgica (1833-1983).
GROOTOOSTEN van BELGIË (em holandês)
GRAND ORIENT de BELGIQUE (em francês)

A imagem mostra o aprendiz maçom entre a pedra bruta e pedra lapidada. O aprendiz deve trilhar seu caminho trabalhando na pedra bruta, retirando sua aspereza e imperfeições até chegar na pedra polida, harmoniosa e aprimorada.

Os instrumentos de trabalho mostrados são o Esquadro, Compasso e o Malho.

A figura geométrica do círculo representa a vida e o triângulo contém a cabeça do homem em seu ápice, realçando a inteligência. O logotipo da Loja também contém a figura do círculo e do triângulo:

 

França, 1973


Selo comemorativo dos 200 Anos do Grande Oriente da França (1773-1973).
(Bicentenaire – Grand Orient de France)

A imagem mostra um esquadro projetando sua sombra sobre a superfície do planeta Terra e o texto “Liberté – Egalité – Fraternité” (Liberdade – Igualdade – Fraternidade) . Em volta, uma parte da Corda de 81 Nós, um símbolo significativo da maçonaria.

Gravura feita por Georges Betemps.

 

França, 1995

Selo comemorativo dos 50 Anos da Grande Loja Feminina da França (1945-1995)
(Grande Loge Féminine de France)

A Grande Loja Feminina da França (GLFF) permite a iniciação de mulheres na maçonaria. Em 2009 a Loja já reunia mais de 12000 mulheres.

A imagem mostra duas colunas e o triângulo luminoso com uma rosa no centro.

Gravura feita por André Lavergne.

 

Áustria, 2006
Maçonaria na Austria
(Freimaurerei in Österreich – Freemasons in Austria)


Este selo é um bloco (selo destacável de uma folha maior) mostrando uma cena do ritual de elevação de grau em uma loja austríaca. A imagem possui inúmeros detalhes e símbolos, sendo alguns visíveis somente com uma boa lupa. No canto inferior à direita, aparecem os membros da loja maçônica de Viena Emanuel Schikaneder (autor do texto da ópera A Flauta Mágica) e Wolfgang Amadeus Mozart (iniciado na maçonaria em 1784).

A ilustração foi feita por Wolfgang Seidel baseado na pintura a óleo que retrata a Loja Maçônica de Viena, “Die Wiener Freimaurerloge – Zur gekrönten Hoffnung”, quadro de autor desconhecido, datado de aproximadamente 1790, exposto no Museu Histórico da Cidade de Viena.

Veja abaixo alguns detalhes ampliados: O homem com a venda, a cobra em torno da coluna, a estátua de Hermes e o bastão com duas cobras, a estrela de seis pontas, o esquadro, a régua, o avental, a espada do maçom e outros.

 




 

Grécia, 1861

A Grande Cabeça de Hermes (Large Hermes Head)

Este é o primeiro selo da Grécia, utilizado de 1861 a 1886.
Mostra a cabeça Hermes e seu capacete com asas.

Desenhado e gravado pelo ilustrador e gravurista francês Albert Désiré Barre (1818-1878).


Hermes é o mensageiro dos deuses da mitologia grega e é conhecido por Mercúrio na mitologia romana. Quando associado ao deus egípcio Toth, torna-se Hermes Trismegisto (Hermes Três-Vezes-Grande) . Antigos textos atribuídos a Hermes Trismegisto tornaram-se a base do Hermetismo, com leis e ensinamentos filosóficos que fazem parte da base da Maçonaria e de ritos maçons. Algumas lojas maçônicas possuem o nome de “Hermes” (ex: Logia Hermes Nº 13 de Madrid, Espanha). Também empregamos o termo “Hermético” no sentido de secreto, fechado de tal maneira que nada escapa.


Ao lado, o detalhe ampliado do selo mostrando a borda e os ornamentos interiores.

As letras da parte superior (ΕΛΛ ΓΡΑΜΜ) são a abreviatura de “ΕΛΛΗΝΙΚΟΝ ΓΡΑΜΜΑΤΌΣΗΜΟΝ” (ELLINIKON GRAMMATOSEMON) que significa “Selo Grego”. As letras do detalhe são Epsilon-Lambda- Lambda “ELL” (no alfabeto grego) e significam “Grécia”.

Tamanho do selo: 1,8 x 2,2 cm.
Valor facial: 5 Lepta (cor verde). Também existem outros selos da série com valores 1, 2, 5, 10, 20, 40 e 80 lepta.




Grécia, 1913-1924

Selo da Grécia mostrando duas colunas. As colunas duplas são um dos mais importantes símbolos da maçonaria.

Este selo é de uma série utilizada para “postage due”, ou seja, para selar cartas que foram seladas com valor insuficiente. O valor adicional restante era pago pelo destinatário.

Texto na faixa ornamentada em torno das colunas:
ΕΝΑΡΙΘΜΟΝ ΓΡΑΜΜΑΤΌΣΗΜΟΝ
(ENARITHMON GRAMMATOSEMON, que significa “Selo postal complementar” )

Valor facial: 1 Lepta (1 Lepton)
Na parte inferior, o texto é “EISPRAKTEON” ou “EISPRAKTEA” , que significa “a ser cobrado”.

 

Honduras, 1935-1938
Templo Maçônico de Tegucigalpa


A imagem mostra o Templo Maçônico de Tegucigalpa, com duas colunas quebradas que representam a destruição do primeiro Templo de Salomão, em Jerusalém.

Republica de Honduras – Templo Masonico de Tegucigalpa – Correo Terrestre – U.P.U. (União Postal Universal)
Método de impressão: Gravura
Gravado e Impresso pela American Bank Note Company.
Valor facial: 1 Centavo.

 

Equador, 2006
Masoneria Ecuatoriana


O primeiro selo mostra elementos e símbolos maçônicos sobre piso quadriculado da loja. Entre estes elementos estão a Colméia, o Esquadro e Compasso sobre o Livro, a Espada, a Lamparina, a Coluna, o Pentagrama e outros.

O segundo selo mostra a letra ‘G’ dentro do Esquadro e Compasso, sobre a Estrela Flamejante.

Para mais informações sobre cada símbolo, consulte a página de simbolismo maçônico.

Impresso por: Correos del Ecuador
Data de emissão: 12 de dezembro 2006
Tamanho do selo: 2,8 x 3,8 cm.

 

Sérvia, 1941-1942

Em 1941, durante a ocupação nazista, a Sérvia realizou a Grande Exposição Anti-Maçônaria em Belgrado e lançou 4 selos comemorativos. Estes selos mostram símbolos da vitória da Sérvia sobre a ameaça Maçônica-Comunista- Judáica. Cada selo mostra as palavras “Sérvia” e “Exposição Anti-Maçônica” em caracteres cirílicos (alfabeto russo) e a data de início da exposição (22-10-1941) .


1. O primeiro selo mostra a maçonaria sendo representada por uma pessoa de capuz com avental, espada e a Estrela de Davi sobre o peito. Raios de luz emanam de uma imagem cabalística circular aparentemente representando as forças anti-maçônicas. Detalhe da imagem:


2. O segundo selo mostra a força de um braço emanando de uma luz e agarrando o pescoço de uma serpente com a Estrela de Davi na pele e cuja cabeça está sobre um esquadro e um compasso. Biblicamente a serpente representa as forças do mal (no caso, Judeus e Maçons) e aqui é simbolicamente destruída pelas mãos do nazismo. Detalhe da imagem:


Cada selo possui 2 valores, por exemplo 0.50+0.50 (valor total = 1 Dinar) ou 1+1 (valor total=2 Dinares). Isso significa que os selos são sobretaxados, contendo o valor normal para postagem dos correios e um valor adicional para uso em propaganda anti-maçônica, anti-comunista e anti-judáica.


3. O terceiro selo mostra um feixe de trigo (um dos símbolos do comunismo) sobreposto a uma cruz com ornamentos (similar ao símbolo anti-maçônico dos outros selos da série) com uma ponta inferior destruindo a estrela vermelha de 5 pontas do comunismo, junto com a foice e o martelo.

4. O quarto selo da série mostra a superfície curva da terra com a Estrela de Davi entre dois pilares sendo derrubados por um “Sansão sérvio” iluminado. Estes pilares são as Colunas B e J, símbolos do Templo do Rei Salomão e da maçonaria. Ao lado, detalhe do logotipo anti-maçonaria deste selo.


Publicado em Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Maçônico, maçom | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Chefe Seathl, Livro Enterrem meu coração na curva do rio, música nativa americana.

Bom(oa) dia/tarde/noite a todos.

Hoje, após reler pela enésima vez o livro “Enterrem meu Coração na Curva do Rio, de Dee Brown” (link ao final da página), que mostra a realidade do holocausto indígena, resgatando assim, seu lugar na história, resolvi transcrever alguma coisa sobre a cultura ameríndia. Escolhi um texto, dado sua verdadeira e profunda beleza, mas antes de a ele irmos, cabe uma pequena introdução:

O extremo noroeste dos Estados Unidos da América, divisa com o Canadá, era habitado à época da colonização, por uma tribo de pouca expressão – ao menos para nós do resto do mundo, acostumados em ouvir falar sobre as hordas de Apaches, Sioux, Pés Pretos, Moicanos, Navajos, dentre outros – esse povo era denominado Duwamish. Na região, hoje, encontra-se o Estado de Washington (logo acima dos Estados de Montana, Idaho e Oregon).

O local era considerado “um paraíso na Terra”, e se o povo que ali habitava não teve seu nome afamado através da história, como as outras tribos daquele país, o discurso proferido por seu chefe, SEATHL ao então presidente, Franklin Pierce, em 1854, nos chega nos dias de hoje, como uma das mais lindas poesias dedicadas à Natureza e a Deus.

Chefe Seathl 1                        Franklin Pierce 1

Ainda hoje sua beleza natural é grande, mas o epíteto de “paraíso na Terra”, não pode mais ser usado com a mesma propriedade, em razão dentre outras coisas, de graves problemas ambientais e ecológicos que ali vem ocorrendo há muito.

Sua cidade mais famosa é Seattle – nome dado em homenagem ao chefe indígena.

Algum tempo após o discurso proferido, os índios foram encaminhados a habitar uma reserva denominada Port Madison, local onde o Chefe Seathl e sua filha encontram-se enterrados.

Lápide Chefe Seathl 1

A primeira menção ao discurso (registro escrito) foi feito no Jornal Seattle Sunday Star, em 1887, por Henry Smith, testemunha presencial no pronunciamento, e nele foram publicadas anotações pessoais, com comentários sobre o Chefe (segundo o autor era pessoa profundamente impressionante e carismática.

O discurso, na década de 70, quase foi mitificado, em razão de sua utilização em larga escala pelos mais diversos movimentos ecológicos em favor da preservação da natureza que surgiram na época.

A tradução abaixo foi realizada a partir da publicação americana original do Dr. Henry Smith.

Peço a todos muita atenção ao discurso. A poesia que emana do texto é algo que dificilmente, hoje em dia, alguém teria a capacidade de produzir. Leiam e procurem sentir o magnetismo das palavras que ainda hoje soam, além de verdadeiras, extremamente atuais.

Ainda mais abaixo, alguns links para download de música xamânica, e música nativa americana.

A foto do Grande Chefe Seattle (1787-1866), abaixo, é de E.M.Sammis e o original encontra-se na: “University of Washington Special Collection #NA 1511”.

“O que ocorre com a Terra recairá sobre os filhos da Terra.
Há uma ligação em tudo”.

“O grande chefe de Washington mandou dizer que desejava comprar a nossa terra, o grande chefe assegurou-nos também de sua amizade e benevolência. Isto é gentil de sua parte, pois sabemos que ele não precisa de nossa amizade.

Vamos, porém, pensar em sua oferta, pois sabemos que se não o fizermos, o homem branco virá com armas e tomará nossa terra. O grande chefe de Washington pode confiar no que o Chefe Seattle diz com a mesma certeza com que nossos irmãos brancos podem confiar na alteração das estações do ano.

Minha palavra é como as estrelas – elas não empalidecem.

Como podes comprar ou vender o céu, o calor da terra? Tal idéia nos é estranha. Se não somos donos da pureza do ar ou do resplendor da água, como então podes comprá-los? Cada torrão desta terra é sagrado para meu povo, cada folha reluzente de pinheiro, cada praia arenosa, cada véu de neblina na floresta escura, cada clareira e inseto a zumbir são sagrados nas tradições e na consciência do meu povo. A seiva que circula nas árvores carrega consigo as recordações do homem vermelho.

O homem branco esquece a sua terra natal, quando – depois de morto – vai vagar por entre as estrelas. Os nossos mortos nunca esquecem esta formosa terra, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia – são nossos irmãos. As cristas rochosas, os sumos da campina, o calor que emana do corpo de um mustang, e o homem – todos pertencem à mesma família.

Portanto, quando o grande chefe de Washington manda dizer que deseja comprar nossa terra, ele exige muito de nós. O grande chefe manda dizer que irá reservar para nós um lugar em que possamos viver confortavelmente. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Portanto, vamos considerar a tua oferta de comprar nossa terra. Mas não vai ser fácil, porque esta terra é para nós sagrada.

Esta água brilhante que corre nos rios e regatos não é apenas água, mas sim o sangue de nossos ancestrais. Se te vendermos a terra, terás de te lembrar que ela é sagrada e terás de ensinar a teus filhos que é sagrada e que cada reflexo espectral na água límpida dos lagos conta os eventos e as recordações da vida de meu povo. O rumorejar d’água é a voz do pai de meu pai. Os rios são nossos irmãos, eles apagam nossa sede. Os rios transportam nossas canoas e alimentam nossos filhos. Se te vendermos nossa terra, terás de te lembrar e ensinar a teus filhos que os rios são irmãos nossos e teus, e terás de dispensar aos rios a afabilidade que darias a um irmão.

Sabemos que o homem branco não compreende o nosso modo de viver. Para ele um lote de terra é igual a outro, porque ele é um forasteiro que chega na calada da noite e tira da terra tudo o que necessita. A terra não é sua irmã, mas sim sua inimiga, e depois de a conquistar, ele vai embora, deixa para trás os túmulos de seus antepassados, e nem se importa. Arrebata a terra das mãos de seus filhos e não se importa. Ficam esquecidos a sepultura de seu pai e o direito de seus filhos à herança. Ele trata sua mãe – a terra – e seu irmão – o céu – como coisas que podem ser compradas, saqueadas, vendidas como ovelha ou miçanga cintilante. Sua voracidade arruinará a terra, deixando para trás apenas um deserto.

Não sei. Nossos modos diferem dos teus. A vista de tuas cidades causa tormento aos olhos do homem vermelho. Mas talvez isto seja assim por ser o homem vermelho um selvagem que de nada entende.

Não há sequer um lugar calmo nas cidades do homem branco. Não há lugar onde se possa ouvir o desabrochar da folhagem na primavera ou o tinir das assa de um inseto. Mas talvez assim seja por ser eu um selvagem que nada compreende; o barulho parece apenas insultar os ouvidos. E que vida é aquela se um homem não pode ouvir a voz solitária do curiango ou, de noite, a conversa dos sapos em volta de um brejo? Sou um homem vermelho e nada compreendo. O índio prefere o suave sussurro do vento a sobrevoar a superfície de uma lagoa e o cheiro do próprio vento, purificado por uma chuva do meio-dia, ou recendendo a pinheiro.

O ar é precioso para o homem vermelho, porque todas as criaturas respiram em comum – os animais, as árvores, o homem.

O homem branco parece não perceber o ar que respira. Como um moribundo em prolongada agonia, ele é insensível ao ar fétido. Mas se te vendermos nossa terra, terás de te lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar reparte seu espírito com toda a vida que ele sustenta. O vento que deu ao nosso bisavô o seu primeiro sopro de vida, também recebe o seu último suspiro. E se te vendermos nossa terra, deverás mantê-la reservada, feita santuário, como um lugar em que o próprio homem branco possa ir saborear o vento, adoçado com a fragrância das flores campestres.

Assim pois, vamos considerar tua oferta para comprar nossa terra. Se decidirmos aceitar, farei uma condição: o homem branco deve tratar os animais desta terra como se fossem seus irmãos.

Sou um selvagem e desconheço que possa ser de outro jeito. Tenho visto milhares de bisões apodrecendo na pradaria, abandonados pelo homem branco que os abatia a tiros disparados do trem em movimento. Sou um selvagem e não compreendo como um fumegante cavalo de ferro possa ser mais importante do que o bisão que (nós – os índios ) matamos apenas para o sustento de nossa vida.

O que é o homem sem os animais? Se todos os animais acabassem, o homem morreria de uma grande solidão de espírito. Porque tudo quanto acontece aos animais, logo acontece ao homem. Tudo está relacionado entre si.

Deves ensinar a teus filhos que o chão debaixo de seus pés são as cinzas de nossos antepassados; para que tenham respeito ao país, conta a teus filhos que a riqueza da terra são as vidas da parentela nossa. Ensina a teus filhos o que temos ensinado aos nossos: que a terra é nossa mãe. Tudo quanto fere a terra – fere os filhos da terra. Se os homens cospem no chão, cospem sobre eles próprios.

De uma coisa sabemos. A terra não pertence, ao homem: é o homem que pertence à terra, disso temos certeza. Todas as coisas estão interligadas, como o sangue que une uma família. Tudo está relacionado entre si. Tudo quanto agride a terra, agride os filhos da terra. Não foi o homem quem teceu a trama da vida: ele é meramente um fio da mesma. Tudo o que ele fizer à trama, a si próprio fará.

Os nossos filhos viram seus pais humilhados na derrota. Os nossos guerreiros sucumbem sob o peso da vergonha. E depois da derrota passam o tempo em ócio, envenenando seu corpo com alimentos adocicados e bebidas ardentes. Não tem grande importância onde passaremos os nossos últimos dias – eles não são muitos. Mais algumas horas, mesmos uns invernos, e nenhum dos filhos das grandes tribos que viveram nesta terra ou que têm vagueado em pequenos bandos pelos bosques, sobrará para chorar, sobre os túmulos um povo que um dia foi tão poderoso e cheio de confiança como o nosso.

Nem o homem branco, cujo Deus com ele passeia e conversa como amigo para amigo, pode ser isento do destino comum. Poderíamos ser irmãos, apesar de tudo. Vamos ver, de uma coisa sabemos que o homem branco venha, talvez, um dia descobrir: nosso Deus é o mesmo Deus. Talvez julgues, agora, que o podes possuir do mesmo jeito como desejas possuir nossa terra; mas não podes. Ele é Deus da humanidade inteira e é igual sua piedade para com o homem vermelho e o homem branco. Esta terra é querida por ele, e causar dano à terra é cumular de desprezo o seu criador. Os brancos também vão acabar; talvez mais cedo do que todas as outras raças. Continuas poluindo a tua cama e hás de morrer uma noite, sufocado em teus próprios desejos.

Porém, ao perecerem, vocês brilharão com fulgor, abrasados, pela força de Deus que os trouxe a este país e, por algum desígnio especial, lhes deu o domínio sobre esta terra e sobre o homem vermelho. Esse destino é para nós um mistério, pois não podemos imaginar como será, quando todos os bisões forem massacrados, os cavalos bravios domados, as brenhas das florestas carregadas de odor de muita gente e a vista das velhas colinas empanada por fios que falam. Onde ficará o emaranhado da mata? Terá acabado. Onde estará a águia? Irá acabar. Restará dar adeus à andorinha e à caça; será o fim da vida e o começo da luta para sobreviver.

Compreenderíamos, talvez, se conhecêssemos com que sonha o homem branco, se soubéssemos quais as esperanças que transmite a seus filhos nas longas noites de inverno, quais as visões do futuro que oferece às suas mentes para que possam formar desejos para o dia de amanhã. Somos, porém, selvagens. Os sonhos do homem branco são para nós ocultos, e por serem ocultos, temos de escolher nosso próprio caminho. Se consentirmos, será para garantir as reservas que nos prometestes. Lá, talvez, possamos viver o nossos últimos dias conforme desejamos. Depois que o último homem vermelho tiver partido e a sua lembrança não passar da sombra de uma nuvem a pairar acima das pradarias, a alma do meu povo continuará vivendo nestas floresta e praias, porque nós a amamos como ama um recém-nascido o bater do coração de sua mãe.

Se te vendermos a nossa terra, ama-a como nós a amávamos. Proteja-a como nós a protegíamos. “Nunca esqueças de como era esta terra quando dela tomaste posse”: E com toda a tua força o teu poder e todo o teu coração – conserva-a para teus filhos e ama-a como Deus nos ama a todos. De uma coisa sabemos: o nosso Deus é o mesmo Deus, esta terra é por ele amada. Nem mesmo o homem branco pode evitar o nosso destino comum.”

Link para o orignal inglês à
English Version
Link para download do livro à
Dee Brown – Enterrem Meu Coração na Curva do Rio
Link para pasta para download de músicas à Pasta de músicas
http://www.4shared.com/dir/PDx6mzct/13_Xamanismo_Msicas_e_eBooks.html
e
http://www.4shared.com/dir/GZX_P_U5/msicas_xamnicas.html
Links individuais música xamânica

http://www.4shared.com/audio/gleKdzgj/Sacred_Spirit_-_ALaKe.html
http://www.4shared.com/audio/SogDKPur/Sacred_Spirit_-_CelebrateWildR.html
http://www.4shared.com/audio/azxb3Tnw/Sacred_Spirit_-_DawaCradlesong.html
http://www.4shared.com/audio/p8V0aGA4/Sacred_Spirit_-_DelaDela.html
http://www.4shared.com/audio/T7PRFsiG/Sacred_Spirit_-_Heya_Hee_Inter.html
http://www.4shared.com/audio/Cm02efBj/Sacred_Spirit_-_Intro_Gods_Her.html
http://www.4shared.com/audio/3jzntUaD/Sacred_Spirit_-_May_You_WalkIn.html
http://www.4shared.com/audio/6DNn4Xqw/Sacred_Spirit_-_O.html
http://www.4shared.com/audio/iDxa4DDw/Sacred_Spirit_-_OLoaKiLee.html
http://www.4shared.com/audio/UzvjxTpo/Sacred_Spirit_-_That_Noble_Dre.html
http://www.4shared.com/audio/mVSGmJvR/Sacred_Spirit_-_The_Counter_cl.html
http://www.4shared.com/audio/zPbdBio_/Sacred_Spirit_-_TheSpirit.html
http://www.4shared.com/audio/E9-dWxE0/Sacred_Spirit_-_Winter_Ceremon.html
http://www.4shared.com/audio/ryiWhAjA/Sacred_Spirit_-_Yane_Heja_Hee.html
http://www.4shared.com/audio/3Cc5OOBc/Sacred_Spirit_-_Yeha_Noha_Wish.html

Inté de repente, pessoal!

Publicado em coluna da Harmonia, Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, e-book, Livros, Maçônico, maçom, RELIGIÃO | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

e-livros Jules Boucher e outro; “Vegan”; ficha limpa maçonaria; link new york times; dom manuel e MP 519/2010.

Bom(oa) dia/tarde/noite, meus amigos.

O período de férias acabou!

As atividades começam a tomar impulso e a organização é essencial em mais esse novo período que se revela de trabalho intenso. Força de vontade, determinação, disciplina e nunca desanimar frente às intempéries, essa é a receita que ouvia sempre de um ancião, por quem nutria muito respeito e que morou em meu lar por um breve e intenso período até seu passamento (meu tio).

Manter um Blog, tarefa que a princípio achei que seria fácil, não é tanto assim. Mas o feedback que vocês leitores dão, quer em manifestações públicas (com comentários nos posts) quer manifestações privadas (via e-mail), tem me estimulado a continuar mais essa tarefa que abracei com carinho.

Algumas semanas atrás, li uma noticia acerca da recusa do recebimento por parte de um Bispo Católico,  Dom Manuel Edmilson Cruz, de uma comenda, em plena Câmara dos Deputados. Há um link para o vídeo do youtube. Vale a pena assistir e escutar na íntegra as razões que o levaram a fazer tal ato.

Logo a seguir, um link que direciona à Medida Provisória nº 519/2010 editada pelo anterior Governo Federal, na surdina. O que vocês acham?

Disponibilizo link para download de dois livros, o primeiro que considero um dos melhores, inprescindível a qualquer biblioteca maçônica -“A Simbólica Maçônica, de Jules Boucher”. O arquivo é grande, pesado, por se tratar de imagem escaneada e não de texto digitallizado e, dependendo da conexão, talvez demore um pouco, mas insisto: Vale cada minuto de download. E o segundo, A Ética no Caos, também é excelente e menor para download.

Os dois e-books foram trazidos pelo grupo Genesis do Conhecimento que digitaliza obras para aqueles que delas necessitam, como os deficientes visuais ou aqueles que não têm condições financeiras de adquirir o livro em sua forma convencional. Eles promovem o acesso e divulgação a todos. Pedem que o arquivo disponibilizado não seja comercializado e valorizam e reconhecm o trabalho do autor, recomendando que aqueles que possam adquiram suas obras. Possuo as duas, na forma original, se alguém necessitar.

Muitos me perguntam sobre minha opção por não ingerir qualquer tipo de carne. A resposta é simples: não gosto e não tenho necessidade, tampouco “carne branca”. Desde a infância não o faço e gozo de ótima saúde. Não sou radical a ponto de descartar leite e derivados, pois é daí que retiro as proteinas que meu organismo necessita. Vivo muito bem com frutas, legumes, vegetais, cereais, mel, enfim, qualquer alimento que não seja animal. Em razão disso, selecionei um texto sobre os “vegans” (não sou um deles), interessante, apesar de às vezes eles serem um tanto radicais (principalmente no que refere ao item entretenimento), afinal, um zoológico onde os animais são bem tratados – apesar de se encontrarem em cativeiro – é uma ótima oportunidade para as crianças conhecerem animais que não fazem parte de seu quotidiano.

O Ir.’ . Rudinei encaminhou para ciência, uma iniciativa do GOB acerca do projeto “ficha limpa na maçonaria”. Interessante proposta. Desconheço iniciativa no sentido, vinda da GLESP, mas vou pesquisar a respeito.

Pesquisando na NET descobri uma pérola, que considero como excelente meio de pesquisa histórico. O New York Times disponibilizou digitalmente suas edições a partir de 1785 até 1985. Quem conhece um pouco da lingua inglesa, basta digitar no motor de busca ali existente o assunto que deseje; sugiro busca em “masonry” “freemasonry” ou “free-masonry”. Com isso irão se abrir algumas páginas interessantes. Confiram.

Bom, hoje fico por aqui, aguardem novos posts em breve.

Um triplo amplexo amistoso a todos e,

Inté de repente!

Sidney.

Bispo recusa comenda e impõe constrangimento ao Senado Federal

Num plenário esvaziado, apenas com alguns parlamentares, parentes e amigos do homenageado, o bispo cearense de Limoeiro do Norte, Dom Manuel Edmilson Cruz, impôs um espetacular constrangimento ao Senado Federal, em 21/12/10.
Dom Manuel chegou a receber a placa de referência da Comenda dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara das mãos do senador Inácio Arruda (PCdoB/CE). Mas, ao discursar, ele recusou a homenagem  em protesto ao reajuste de 61,8% concedido pelos próprios deputados e senadores aos seus salários.

“A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Hélder Câmara. Desfigura-a, porém. De seguro, sem ressentimentos e agindo por amor e com respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la”.

O público aplaudiu a decisão. O bispo destacou que a realidade da população mais carente, obrigada a enfrentar filas nos hospitais da rede pública, contrasta com a confortável situação salarial dos parlamentares. E acrescentou que o aumento “é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão contribuinte. Fere a dignidade do povo brasileiro que com o suor de seu rosto santifica o trabalho diário.

www.youtube.com/watch?v=ZNuFlHAWwxo

Parabéns Dom Manuel!!!!

Abaixo ainda, um dos ultimos atos tomados pelo governo anterior. Cliquem no link e vejam por si o quão humanitária foi a atitude, ainda mais, pelo fato de que a fome foi erradicada de nosso país não é mesmo? Ninguém tem fome, ninguém necessita de alimento aqui. Somos um povo extremamente saudável, pois nosso alimento é barato e bem distribuído, chegando a todos os lares de forma equanime e indiscriminada. Viva o nosso Governo!

Medida Provisória nº 519, de 30.12.2010 – Autoriza o Poder Executivo a doar estoques públicos de alimentos para assistência humanitária internacional.

Vamos repassar.

Lançamento Gênesis do Conhecimento
A Simbólica Maçônica – Jules Boucher
links ao final da mensagem
digitalização – Vitório
formatação e revisão – Lucia Garcia

Sinopse:

Considerado um clássico da literatura maçônica, esta obra de Juler Boucher mostra que a Franco-Maçonaria é uma sociedade iniciática cujo objetivo consiste, unicamente, em ajudar o homem e em dar-lhe acesso à Iniciação, ao Conhecimento, de que, mais do que nunca, ele tem necessidade para continuar a edificação de seu Templo interior – isto é, para descobrir o seu “Eu” oculto – e para continuar a edificação de seu Templo exterior – isto é, para preparar o advento de uma sociedade mais humana e mais esclarecida.

O autor, maçom exemplar, colaborador de várias revistas maçônicas e autor de importantes obras sobre as ciências secretas, defende a opinião de que os tão propalados segredos da Maçonaria devem ser partilhados com os profanos. Segundo ele, com esse conhecimento, a Maçonaria passará a ser encarada em sua verdadeira essência: a de uma associação que conserva bem vivas certas formas tradicionais de ensinamentos secretos iniciáticos e que se baseia num único princípio, o de completa tolerância em relação a todas as correntes religiosas e políticas existentes, por se situar acima e fora das rivalidades que as opõem entre si.

LINKS:

RAPIDSHARE:
http://www.rapidshare.com/files/445113107/A_Simb__lica_Ma____nica_-_Jules_Boucher.pdf

MEDIAFIRE:
http://www.mediafire.com/download.php?286qx4ns741d1di

65 MB

Lançamento Gênesis do Conhecimento
A Ética no Caos – Luis Javier Miranda McNally
links ao final da mensagem
digitalização – Vitório
formatação e revisão – Lucia Garcia
Sinopse: 

Você deve estar se perguntando: o que exatamente significa isso ou, o que isso tem a ver com Maçonaria?

 

E o autor Mc Nally lhe surpreenderá com um texto diferente que não fala em Maçonaria, mas que é pura Ma­çonaria. Ele tem nos contemplado com um modo diferente de ver e escrever sobre a Ordem.
Ele não utiliza termos nem Símbolos, como então ele pode ser considerado um autor de livros maçônicos?
É justamente essa diferente forma de pensar que o transformou num dos autores mais lidos;
os seus livros sem­pre são procurados e dificilmente alguém o questiona por não se referir diretamente à história, mas sim à física e à matemática.
Ele nos surpreende sempre por utilizar parâmetros diferentes, mas compreensíveis, muito embora não sejam utilizados pela maioria dos autores.
A física quântica não é nova, porém sempre amplia o conhecimento de quem lê e transforma o que nos rodeia em pura energia.
A diversificação da matéria e consequentemente a forma que a compreendemos, é o que torna este livro bem interessante, trazer a Teoria do Caos para dentro da Ordem Maçônica é um feito e tanto.
“Ordo ab Chaos – Ordem saída do Caos”, isto é Ma­çonaria e, por conseguinte, física, pura física.

Vegan

O termo inglês vegan (pronuncia-se vígan) foi criado em 1944, numa reunião organizada por Donald Watson (1910 – 2005) envolvendo 6 pessoas (após desfiliarem-se da The Vegetarian Society por diferenças ideológicas), onde ficou decidido criar uma nova sociedade (The Vegan Society) e adotar um novo termo para definir a si próprios.[1]

Trata-se de uma corruptela da palavra “vegetarian”, em que se consideram as 3 primeiras letras e as 2 últimas para formar a palavra vegan.[1]

Em português se consideram as três primeiras e as três últimas letras (vegetariano), na formação do termo vegano (s.m. adepto do veganismo – fem. vegana). Tem sido usado também o termo veganista para se referir aos adeptos do veganismo.

Os veganos boicotam qualquer produto de origem animal (alimentar ou não), além de produtos que tenham sido testados em animais ou que incluam qualquer forma possível de exploração animal nos seus ingredientes ou processos de manufactura.

Para o vegano, animais não existem para os humanos, assim como o negro não existe para o branco nem a mulher para o homem. Cada animal é dono de sua própria vida, tendo assim o direito de não ser tratado como propriedade (enfeite, entretenimento, comida, cobaia, mercadoria, etc). Dessa forma veganos propõem uma analogia entre especismo, racismo, sexismo e outras formas de preconceito e discriminação.

Preferem usar os termos “animais não-humanos” ou “seres sencientes”, em vez de “irracionais”.

Muito importante diferenciar a ideologia vegana da dieta vegetariana. Veganismo não é dieta, mas sim uma ideologia baseada nos direitos animais, que obviamente pressupõe uma alimentação estritamente vegetariana.

Alimentação

São vegetarianos estritos, ou seja, excluem da sua dieta carnes, gelatina, lacticínios, ovos, mel[2][3][4] e quaisquer alimentos de origem animal. Consomem basicamente cereais, frutas, legumes, vegetais, hortaliças, algas, cogumelos e qualquer produto, industrializado ou não, desde que não contenha nenhum ingrediente de origem animal.

Medicamentos, cosméticos, higiene e limpeza

Evitam o uso de medicamentos, cosméticos e produtos de higiene e limpeza que tenham sido testados em animais. Não tomam vacinas ou soros, mas podem violar os princípios veganos quando alternativas não estiverem disponíveis, ou em caso de emergência ou urgência. Alguns optam pela fitoterapia, homeopatia ou qualquer tratamento alternativo.

O vegano defende o surgimento de alternativas para experiências laboratoriais, como testes in vitro, cultura de tecidos e modelos computacionais.

São divulgadas entre a comunidade vegana extensas listas de marcas e empresas de cosméticos e produtos de limpeza e higiene pessoal não testados em animais.

Entretenimento

Circos com animais, rodeios, vaquejadas, touradas e jardins zoológicos, também são boicotados pois implicam escravidão, posse, deslocamento do animal de seu habitat natural, privação de seus costumes e comunidades, adestramento forçoso e sofrimento.

Não caçam, não promovem nenhum tipo de pesca, e boicotam qualquer “esporte” que envolva animais não-humanos. Muitos seguem o princípio político da não-violência.

(Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)

Links sobre o assunto:

Arquivos

http://www.mediafire.com/loureiro#7,1

PROJETO: EU APOIO A FICHA LIMPA NA MAÇONARIA

O projeto, de iniciativa Maçônica, exige a “Ficha Limpa” dos Irmãos que exercem ou possam ser candidatos a quaisquer cargos dentro do poder legislativo maçônico Federado ao Grande Oriente do Brasil-GOB.

Desta forma, os Irmãos que não possuírem sua ficha “limpa”, seja de ordem profana ou maçônica, serão Suspensos da Ordem.

Assim, exercendo o direito de maçom, os Irmãos abaixo assinados exigem do Grande Oriente do Brasil e dos Orientes Federados ao GOB, que pratiquem a “ficha limpa” na maçonaria visando uma Ordem mais justa e perfeita.

Apoiem e divulguem!

ABAIXO-ASSINADO (favor enviar para: fichalimpanamaconaria@gmail.com)

Nome
RG
E-mail
Fone
Comentários (opcional)

OBS: As informações prestadas são confidenciais, exceto o NOME e o COMENTÁRIO do assinante que poderão ser divulgadas.

Arquivo New York Times: 1785 à 1985 

  • Times Archive

http://archive.timesonline.co.uk/tol/archive/

Publicado em Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Divulgação, e-book, Esotérico, esoterismo, Livros, Maçônico, maçom, opinião | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Meditação; Centro Estudos Maçonicos Portugal-videos; Curso Japonês; Abaixo asinado; Filme mais antigo do mundo; exercícios ergonomia e piadinha maçônica

Bom Dia/Tarde/Noite, pessoal.

Em primeiro lugar, vocês devem ter notado no menu suspenso, uma área destinada a e-b00ks, ainda está em fase de construção, por isso peço paciência. Creio que até o final deste mês, conseguirei disponibilizar uma quantidade enorme de material para pesquisa de todos. Aguardem. Vale a pena.

Bom, depois do descanso de final de ano e de merecidas férias auto-concedidas, onde pude me concentrar em fazer um balanço do que foi feito no ano que passou, bem como um pré-planejamento do que vem por aí (certamente falaremos disso mais adiante, quem sabe pessoalmente!), resolvi retomar as atividades com ânimo refeito e redobrado.

Em primeiro lugar, gostaria de fazer uma pesquisa com vocês: Como vocês preferem que seja disponibilizado o material postado por aqui? Pequenos posts? Ou da forma como está, em um único grande post com vários assuntos disponibilizados por vez? Se da primeira forma, vos pergunto: estariam vocês dispostos a receber mais de um e-mail por semana com o material postado? Respondam por favor, pois este Blog é feito para vocês, e quero adequa-lo às suas necessidades. Grato.

Enquanto aguardo respostas, permaneço nos mesmos moldes.

Como resolução de início de ano, visando o aprimoramento pessoal, resolvi iniciar um  curso de meditação e como é essa é uma atividade muito positiva, aproveito para repassar  algumas dicas e um pequeno resumo do que recebi de um amigo.

Em 22 de outubro de 2010, a Grande Loja Nacional Portuguesa, realizou uma Conferência, logo abaixo estão disponibilizados alguns links para vídeos. Obs.: Os lonks me foram encaminhados pela própria Grande Loja, portanto, foram editados e distribuidos por eles mesmos.

Anteriormente, como difusão de cultura, encaminhei link para cursos gratuitos de alemão. Hoje, achei na NET, este curso, EXCELENTE de japonês, com vídeo e apostilas. E escrita japonesa à base de ideogramas (diferente da ocidental) é muito complexa, porém de extrema beleza e significância. As aulas são fáceis de se compreender e acho que vale a pena o download do curso, apesar de pesado ( 6 GB ) e demorado, dependendo de sua conexão. Confiram.

Tudo na natureza, possui um equilíbrio delicado. Nós, os humanos, civilizados (?)  e inteligentes (?) como somos, sempre procuramos meios de exterminar o que consideramos pragas. Criamos venenos, pesticidas e outras formas de matar, para acabar com o problema de fungos e insetos que por vezes assolam nossas plantações. Só que, inevitavelmente, outros seres, extremamente necessários à nossa sobrevivência são afetados. É o caso das abelhas. Elas são extremamente necessárias à vida – não só a humana – elas são responspaveis pela polinização de pelo menos 70% de todo material de origem vegetal que temos em nossa dieta diária. Além do fato de nos fornecer o alimento de origem terrestre mais completo – O MEL -, bem como fornecer o PRÓPOLIS, substância que propicia uma rápida desinfecção e cicatrização, e a CERA utilizada em muitas coisas de nossa vida diária.

Elas vêm sendo exterminadas sistematicamente, estão em grande perigo, e consequentemente, nós também estamos. pois acaso elas se extingam, quem irá polinizar as plantas e as flores que decoram nossa casa? Talvez os cientistas criem algo para fazê-lo a um custo exorbitante, afinal, o que manda em nossa sociedade e o dinheiro e os lucros advindos de suas aplicações, não é?

Tentemos uma solução simples, utilizando o abaixo assinado para a preservação desses pequenos bichinhos, táo importantes para a vida.

A história é algo que devemos preservar a qualquer custo, pois ela define quem somos. Uma nação sem história é uma nação sem rumo, sem objetivo. Por isso, acho que devemos divulgar o máximo possível fatos marcantes, não só do nosso povo, mas todo fato relevante ao redor do mundo. o Ir.’. Rudinei me encaminhou uma preciosidade que faço questão de divulgar. Vejam e se atentem para a São Francisco de 1906 antes do terremoto que devastou a cidade. Provavelmente a maioria daqueles que aparecem no video pereceu, assim como a totalidade dos edifícios foi destruída. Notem as pessoas, os veículos, o guarda obeso com seu cacetete (isso não mudou muito, não é?), o que se observa é que nos primórdios dos veículos automotores ainda não devia haver legislação de transito, cada um que tomasse cuidado consigo e com o outro.

Em seguida, para ajudar a melhorar a qualidade de vida, tão essencial em nossos dias, há o link para download de exercícios de ergonomia, desenvolvidos pelo SESC/SP.

Finalmente, para entreter um pouco, uma piadinha maçônica, enviada pelo Ir.’. Marcio William, que sempre colabora conosco. Obrigado, Ir.’.

Bom gente, me alonguei demais. Desejo a todos um ótimo e próspero “restinho de ano”. Que possam as metas de todos serem atingidas e plenamente desenvolvidas.

Um T.’. F.’. A.’. e inté de repente!

MEDITAÇÃO
(links no final do texto)


DICAS PARA PRATICAR A MEDITAÇÃO:

Falar em Voga é o mesmo que falar em meditação, pois todas as suas técnicas visam fornecer meios para tornar possível a prática meditativa que, por sua vez, necessita do treino prático da atenção.

1ª – Escolha um lugar tranqüilo onde você possa sentar de forma confortável e com a coluna ereta. Pode ser numa cadeira ou no chão, com as pernas cruzadas.

2ª – Use roupas que não apertem nem incomodem.

3ª – Evite meditar quando estiver com sono ou muito cansado. Um bom horário para meditar é pela manhã, quando estamos mais descansados.

4ª -Comece com dez minutos diários. Use um despertador para marcar o tempo.

5ª – Não se mova enquanto estiver meditando, pois o corpo é como um pote e a mente é a água dentro dele.

6ª – A atenção deve estar voltada para o objeto da meditação (a respiração, um símbolo, etc.), sem que isso necessite de grande esforço.

7ª – Caso você disperse sua atenção, reinicie o processo.

8ª – Qualquer coisa que ocorra será benéfico. Provavelmente, muitos pensamentos desfilarão por sua mente, e alguns poderão provocar reações como vontade de rir ou chorar. Mesmo assim, continue sentado e volte sua atenção para o objeto da meditação.

As técnicas de meditação  que relaxam os corpos e abrem a mente para receber as energias do Eu Superior, ajudam a eliminar da mente as preocupações relativas ao dia-a-dia e permite que as informações superiores sejam processadas pela consciência do indivíduo.

A meditação assim como o sonho é uma forma poderosa de comunicação interior. Ela retira da mente os programas de pensamento consciente para permitir que as informações vibracionais superiores (do Eu Superior) penetrem no “biocomutador” para serem processadas e analisadas, além disso, provoca, ao longo do tempo, alterações graduais na anatomia sutil do indivíduo. Os chakras são ativados e desobstruídos lentamente e a energia Kundalini vinda do chakra básico acaba subindo pelas vias sutis na medula espinal até alcançar o chakra da coroa.

Ao longo do curso natural do desenvolvimento humano, a pessoa gradualmente desobstrui a maioria dos chakras do corpo. O grau de abertura dos chakras irá depender da capacidade de comunicação com os outros, de expressar idéias de forma artística e criativa, para amar a si mesmo e aos outros e para buscar o significado último da vida.

A prática diária da meditação, ao longo de um período de muitos anos, produz uma gradual elevação da energia kundalini que vai desobstruindo cada um dos chakras por onde passa; desde o centro do básico até o coronal. Nesse processo as tensões sutis acumuladas ao longo da vida do indivíduo são dissipadas lentamente. Esse desbloqueio também está relacionado com a gradual compreensão das lições emocionais e espirituais necessárias para o correto funcionamento desse chakra.

Ao longo do tempo, os processos emocionais contribuem para o aprendizado dessas importantes lições de vida, à medida que a personalidade consciente começa a compreender as causas dos bloqueios. Essas informações chegam lentamente ao indivíduo através da meditação à medida que ele vai aprendendo a ouvir a sábia voz do seu Eu Superior.

A meditação ajuda a construir pontes energéticas sutis de aprendizado e comunicação que ligam a personalidade física ao conhecimento contido nas estruturas vibracionais superiores da consciência do próprio indivíduo. A repetição de vários sons e mantras, por exemplo, quando efetuada de forma consciente ao longo do tempo pode ser muito eficaz para remover da mente os pensamentos conscientes fazendo com que o hemisfério esquerdo saia de cena silenciando a mente concreta.

Os mantras específicos são sinais de energia vibracional sônica superior que produzem extraordinários efeitos no sentido de elevar a consciência até os níveis espiritais superiores. Tais mantras, quando repetidos (meditação passiva) com freqüência ao longo de um determinado período, pode provocar alterações sutis no sistema nervoso, que associadas à meditação podem redundar na evolução das estruturas de consciência a fim de que elas possam processar os níveis superiores de input vibracional.

À medida que superemos as dificuldades e os bloqueios que nós mesmos criamos, os obstáculos ao fluxo interno de energia criativa são dissolvidos e a ascensão das energias kundalini torna-se mais fácil. Os obstáculos, na sua origem não estão no mundo exterior, mas existem na percepção imperfeita do próprio indivíduo, percepção imperfeita da realidade; são produzidos pela nossa própria maneira de pensar. A eliminação dos bloqueios que impedem a percepção da verdade faz com que os seres humanos cheguem mais perto de compreender o fato de serem manifestações de luz, amor e das energias da Criação. Esses bloqueios , ou melhor, os erros de percepção, nos impedem de conviver harmoniosamente com o próximo e também se manifestam na forma de doenças no corpo físico. A doença irá manifestar-se no sistema de órgãos que ressoa de forma mais íntima com o chakra que rege uma determinada lição a ser aprendida. As vezes a lição não aprendida pode não ter originado na atual existência.

Através da meditação, a personalidade poderá vir a descobri o verdadeiro significado das doenças que afligem o corpo físico.

O verdadeiro propósito da meditação é alcançar um estado de iluminação ou também, conhecido pela psicologia junguiana (psicologia analítica), a individuação. Como iluminação seria uma perspectiva mais cósmica ou energética das estruturas da consciência, um senso de unidade com todos os seres vivos e uma compreensão a respeito das questões espirituais subjacentes à realidade física.

Esse elevado nível de percepção permitirá que a pessoa compreenda o significado de sua vida em relação a vida dos outros e ao universo em geral. Esse processo de iluminação está intimamente ligado ao correto alinhamento e ao funcionamento normal dos principais chakras do corpo. Quando a pessoa passa a buscar os significados superiores da vida, geralmente através de religião ou conhecimento sobre estes aspectos superiores (em literatura, cursos etc.)  acaba estimulando os sete chakras principais. A meditação amplifica esse processo e acelera a desobstrução dos chakras, ativando sua energia sutil e seu alinhamento de uma forma rápida e direta que só seria possível através de muita devoção e orações conscientes.

Link de arquivos sobre meditação:

http://www.mediafire.com/loureiro#5,1

VÍDEOS DE APRESENTAÇÃO DA CONFERÊNCIA MAÇÓNICA – 22 DE OUTUBRO 2011

Centro de Estudos Maçónicos Fernando Pessoa

secretariado.permanente@glnp.pt

Curso de Japonês – Nihongo

Curso de Japonês com a professora Satomi.
Curso ensina Hirigana, Katakana, Apresentação pessoal, Cumprimentos, Números, entre outras coisas.
No curso contém as video aulas e apostilas para vc acompanhar os videos.
Tamanho:6 GB
Formato:Rar
Idioma:PT-BR
OU

Abaixo-assinado reúne assinaturas para salvar as abelhas da extinção

Fonte: Hypescience

Apesar de parecer impossível, pois elas sempre foram bichinhos abundantes na natureza, é fato que a população mundial de abelhas está drasticamente reduzida. E, pelo papel importantíssimo das abelhas na polinização de plantas, não são apenas elas que encontram-se ameaçadas, mas o equilíbrio de vários ecossistemas do planeta, assim como a produção de alimentos.

Como falamos nessa matéria, há, basicamente, 100 tipos de alimentos que funcionam como “base” para a alimentação humana atual – 90% de nossa dieta depende deles. Desses 100 alimentos, 71 dependem das abelhas para serem polinizados e se reproduzirem.

Segundo a organização Avaaz, que está divulgando o abaixo-assinado, se um certo tipo de pesticida fosse banido as abelhas, os ecossistemas e nossas plantações poderiam ser salvos.

Nos países europeus, por exemplo, esse tipo de pesticida já começou a ser proibido e as populações de abelhas estão se recuperando. No entanto, como isso não é interessante para as fabricantes do pesticida, as empresas estão fazendo lobby para garantir que o produto continue a ser utilizado.

Mas você, caro leitor, pode ajudar essa causa. Basta entrar nesse site e assinar a petição – e não se esqueça de pedir para sua família e seus amigos participarem também.

Para os leitores que não entendem inglês, nesse link você pode conferir a tradução para o português.

USA-San Francisco – O filme mais antigo do mundo (?)

SENSACIONAL! Vale a pena ver. Eis o valor de um acervo cultural. É um túnel do tempo!  Quatro dias depois boa parte, senão a totalidade dessas pessoas estavam mortas e a cidade em ruínas. Perdemos tempo demais com tolices. A qualquer momento a natureza pode nos “deletar”.

Para os cinéfilos, segue o que talvez venha a ser o mais “antigo” filme já produzido (1906)!! 

São cenas filmadas a partir de um “cable car” na Market Street, em San  Francisco, California.

É surpreendente a quantidade de automóveis que já existiam àquela época.

E quantas imprudências se cometiam, nas barbas dos policiais (Provavelmente, nem havia leis de trânsito…).

O trânsito era caótico com a convivência, não tanto harmoniosa, entre pedestres, bicicletas, charretes, automóveis, cable car, bondes etc.

Observe que os bondes que cruzam a rua já possuem tração elétrica!

No final da rua, existe um prédio que está lá até hoje, pois trata-se do terminal de passageiros da Baía de San Francisco.

O filme, após muita polêmica, teve identificada a sua origem, bem como a data de sua produção:

É um filme produzido em 14 de abril de 1906, 4 dias antes do grande terremoto que arrasou com a cidade de San Francisco. O filme foi embarcado para New York, num trem, para ser processado, daí ter sido poupado daquela tragédia.
Clique abaixo e assista:

http://www.youtube.com/watch_popup?v=NINOxRxze9k

 

Guia de Exercícios de ergonomia  

Guias de Educação para Saúde no Trabalho
O SESC São Paulo em seu Programa de Saúde desenvolveu o Guia de Educação para Saúde no Trabalho para colaborar na orientação aos empresários e trabalhadores sobre as condições adequadas para a prevenção e manutenção da saúde, considerando o espaço físico, equipamentos e mobiliários.

Guias elaborados por Fabrício Avancini Silva, especialista em ergonomia pela COPPE – Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Antonio Flávio Pires Ferreira, especialista em ergonomia e membro fundador do Núcleo São Paulo de Ergonomia – NUSPE, com colaboração das fisioterapeutas e pesquisadoras de campo Lívia Machado Rezende e Fabiana Quelhas. Aproveite as dicas para ampliar a percepção sobre sua ocupação no espaço e estimular o trabalhador a tornar-se protagonista e responsável pela manutenção de sua saúde.
 

http://sescsp.org.br/sesc/download/guia-educacao-para-a-saude.pdf

Para divertir um pouco 

 

 

MAÇOM,  não Mente … SÓ É CRIATIVO…

 

UM MAÇOM,  tinha 12 filhos, precisava sair da casa onde morava e alugar outra, mas não conseguia por causa do monte de crianças. Quando ele dizia que tinha 12 filhos, ninguém queria alugar porque sabiam que a criançada irá  destruir a casa e ele não podia dizer que não tinha filhos, não podia mentir, afinal os MAÇONS não podem mentir.  

Ele estava ficando desesperado, o prazo para se mudar estava se esgotando. Daí teve uma ideia: mandou a mulher ir passear no cemitério com 11 dos filhos.

Pegou o filho que sobrou e foi ver casas junto com o agente da imobiliária.

Gostou de uma e o agente perguntou quantos filhos ele tinha. Ele respondeu que tinha 12.  

Daí o agente perguntou: mas onde estão os outros?

E ele respondeu, com um ar muito triste:  

“Estão no cemitério, junto com a mamãe deles”.

E foi assim que ele conseguiu alugar uma casa sem mentir…”

A inteligência faz a diferença…
Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.


Publicado em Curiosidade, DIFUSÃO DE CULTURA, Divulgação, e-book, Esotérico, esoterismo, Livros, Maçônico, maçom, Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário